Quando pensamos que a corrida às gráficas potentes já está no rubro, eis que chega uma nova etapa da competição com a Nvidia a anunciar o lançamento daquela que considera a GPU mais poderosa jamais criada: a Nvidia Titan V com 12GB de memória VRAM HBM2, 5120 núcleos CUDA e 640 núcleos Tensor.

Se os 21,1 biliões de transístores e 110 teraflops da Nvidia Titan V parecem excitantes, a gráfica não está de todo pensada para tarefas de gaming, mas de computação intensa e inteligência artificial, área onde o seu rendimento pode ser multiplicado por 9 face à geração anterior, graças aos núcleos Tensor.

A Nvidia Titan V é a primeira gráfica com memória de alta largura de banda HBM2, e os 12GB a bordo permitem uma colossal taxa de transferência de dados de 652.8GB/s. Os valores são ainda algo menores que os presentes na fenomenal Tesla V100, mas o preço amplamente inferior compensa e torna a Titan V um negócio muito apetecível.

A Nvidia é, por isso, clara quanto ao público alvo desta gráfica extremamente potente: investigadores e cientistas em todo o mundo, que recebem aqui uma ferramenta muito poderosa para simulações científicas e aprendizagem profunda.

O consumo energético é muito razoável, com 250W, mesmo com uma velocidade base de 1200MHz e 1455MHz em boost, 5120 núcleos CUDA, 320 unidades de textura e 640 núcleos Tensor.

Destinada ao segmento profissional, a Nvidia Titan V terá um preço condizente com a sua capacidade: aproximadamente €3000.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here