Fios ou sem fios: nenhum dos métodos é particularmente ideal para carregarmos uma bateria, e com as baterias anémicas de muitos smartphones isso pode ser um problema. A Huawei quer resolver estes problemas com uma nova patente que carrega uma bateria à distância, via laser.

Ou temos o smartphone agarrado a um fio com 1 metro, ou temo-lo imóvel em cima de uma base. O mesmo é válido para um portátil e outros dispositivos: recarregar uma bateria continua a ser um ponto chato da vida tecnológica quotidiana, ainda que tenhamos hoje velocidades de carregamento que nos deixariam incrédulos há poucos meses.

Ora os lasers possuem, obviamente, energia, e poderiam ser utilizados para carregar uma bateria, não fosse o problema muito importante de, serem tão mais perigosos para o ser humano, quanto mais potentes são, especificamente para os olhos.

A Huawei concebeu por isso um emissor laser colocado num ponto alto, capaz de enviar feixes de laser para múltiplos dispositivos ao mesmo tempo, carregando-os. Para isto ser possível, é necessário garantir que os utilizadores não são afetados por estes laser, pelo que se pensou num sistema de interrupção do feixe quando sejam detetados olhos na sua proximidade, sejam estes de animais ou seres humanos.

Quem nunca esteve numa reunião no pior momento da sua bateria, que levante o dedo. Por vezes falha-nos o computador em plena conferência, ou o telemóvel, mais frequentemente. A possibilidade de montar um emissor capaz de carregar múltiplos dispositivos é útil não só para as pessoas singulares, mas ainda mais para as empresas e negócios.

HUAWEI patent

Para já, no entanto, a Huawei não revelou o nome desta tecnologia, nem deu uma data para a sua comercialização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here