BOE? Samsung? LG? Não. O ambicioso ecrã do superlativo Xiaomi Mi 10 Ultra é fabricado pela China Star Optoelectronics Technology (CSOT), uma subsidiária da TCL.

Ainda há quem não conheça bem a TCL como fabricante de smartphones, mas este importante grupo tecnológico Chinês tem já uma grande experiência em ecrãs. Recentemente, o primeiro TCL com OLED foi lançado na forma do TCL 10 Pro, mas o mesmo ecrã OLED curvo encontrou o seu caminho até ao TCL 10 Plus.

A tecnologia da TCL chegou agora a uma “concorrente”, na forma da Xiaomi, para a qual fabrica o imponente OLED de 6.67 polegadas que equipa o Xiaomi Mi 10 Ultra. Este não é um ecrã qualquer. Com HDR10+, taxa de atualização de 120Hz e 1120 nits de luminusidade, o ecrã tem igualmente 10bits de cor, permitindo-lhe representar 10 mil milhões de cores, e ainda MEMC.

Portanto, fora o facto de não ser um ecrã QHD como em alguns topos de gama, o ecrã do Xiaomi Mi 10 Ultra tem mesmo alguns predicados irrepreensíveis e muito raros que colocam o dispositivo da Xiaomi no topo do seu jogo e abrem as portas para a TCL se afirmar neste mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here