Estava previsto e a Oppo cumpriu. A marca anunciou hoje a nova família Reno7, com três elementos constituintes, nomeadamente os Reno7, Reno7 Pro e Reno7 SE, cada um com o seu atrativo e muitos argumentos.

O design vê-se muito renovado, se bem que é parcialmente herdado do bonito Oppo Reno6 5G, com a sua moldura plana e painéis lisos, mas há também atualizações aos processadores, câmaras e mesmo uma genial luz de notificações em jeito de aura em torno do módulo fotográfico do Oppo Reno7 Pro. Comecemos por aí.

Oppo Reno7 Pro: uma aura de elegância

O Oppo Reno7 Pro pegou no design limpo e angular do Reno6 e melhorou-o. A moldura em metal está lá, tal como o painel traseiro plano e – curiosamente – mesmo o ecrã é plano, após anos e anos dos ecrãs curvos dominarem este segmento, apesar de nem todos os preferirem.

O processador é o MediaTek Dimensity 1200-MAX, uma melhoria do 1200 que já vimos na geração anterior que deixa excelentes impressões. Será acompanhado de 8 ou 12GB de RAM e 256GB de armazenamento interno. Terá ao seu dispor a mesma bateria de 4500mAh e carregamento de 65W do Reno6 Pro, o que é bom porque vamos precisar dela. O Oppo Reno7 Pro convida-nos a jogar a sério, munindo o processador de uma folha de grafite com câmara de vapor para manter o calor sob controlo.

O ecrã é uma unidade AMOLED de 6.55″ FHD com taxa de atualização de 90Hz e 180Hz de taxa de análise de toques. Inclui o leitor biométrico e uma câmara frontal de 32MP. Há um motor háptico X-Axis e dois altifalantes estéreo. Não é claramente o ecrã do Reno6 Pro, apesar das medidas semelhantes, porque este não só é plano, como tem rebordos incrivelmente finos, para um rácio de 92.8%

Regressando ao sensor e 32MP, esta é a primeira utilização do IMX709, que nos dizem ser uma parceria entre a Sony e a Oppo, com uma lente altamente sensível para utilização com baixa luminosidade.

No painel traseiro encontramos um Sony IMX766 de 50 pixéis, uma unidade ultragrande angular de 8MP e uma câmara macro. O grande destaque deste módulo fotográfico redesenhado é mesmo a luz a toda a volta, uma ideia muito interessante que permite notificar, mas também pode ser ligada enquanto jogamos. O alto tem de lá estar, por isso mais vale ser útil, certo? Pois então esta é uma excelente ideia da Oppo.

Oppo Reno7: a opção intermédia

Se o Oppo Reno7 Pro oferece mais do que precisam, podem olhar para o Oppo Reno7 que herda o seu desenho e tem características algo próximas, como a bateria de 4500mAh que carrega a 60W desta feita.

Temos ainda um AMOLED de 6.43″ com taxa de atualização de 90Hz e resolução FHD, além de uma câmara de 32MP. No interior, o processador é agora o Snapdragon 778G, munido de 8 ou 12GB de RAM e 128 ou 256GB de armazenamento interno.

As câmaras incluem agora um sensor de 64MP, uma ultragrande angular de 8MP e uma câmara de 2MP. Não há a luz de notificações, o que é pena, tal como não existe menção a altifalantes estéreo que para mim deveriam ser obrigatórios.

Oppo Reno7 SE: o irmão pequeno

O Oppo Reno7 SE é uma excelente ideia. Se olharmos com atenção é uma boa mistura do velho com o novo, mantendo o mesmo Dimensity 900 do Oppo Reno6, oferecendo uma excelente performance e boa autonomia, além de conectividade 5G. O ecrã também parece o mesmo excelente AMOLED de 6.43″ FHD com 90Hz de taxa de atualização.

Para tornar o 5G ainda mais acessível ainda assim, o Reno7 SE oferece uma bateria de 4500mAh com carregamento de 33W, e as opções de memória são de apenas 8GB com 128 ou 256GB de armazenamento.

O Reno7 SE oferece ainda uma câmara de 48MP e dois sensores de 2MP para macro e dados de profundidade.

Os Oppo Reno6 chegaram apenas recentemente a Portugal e os Reno7 não chegarão antes do início de 2022. Como é óbvio apresentam argumentos muito simpáticos e serão certamente muito aguardados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here