Tivemos oportunidade de estar com um dos computadores mais finos do mercado. Este Acer Swift 7 impressiona, não só devido à sua pequena espessura (menos de 1cm), mas também devido aos acabamentos premium e uma excelente qualidade de Hardware. Explorámos ao máximo este Acer, construído em torno da família de processadores “Kabyle Lake” de 14nm da Intel.

Uma apresentação geral

Nada como uma apresentação para ficarem espantados com este Acer Swift 7. Um dos computadores mais finos do mercado, conta com um ecrã Full HD de 13,3” e uma plataforma Intel sem ventoinhas para arrefecimento, centrado em torno do processador i7-7Y75, dual core com 1.3GHz de velocidade de processamento. Graças ao sistema sem ventoinhas, o computador é sempre muito silencioso e mantêm-se sempre bastante fresco, graças ao corpo feito maioritariamente em metal.

Mas afinal, o que é este Acer? Bom, oferece a funcionalidade toda que um computador portátil convencional nos oferece, ao mesmo tempo que tem a espessura e o peso de um tablet. Contrariamente a alguns portáteis existentes no mercado, aqui a Acer abdicou do ecrã touch, tudo em nome de um equipamento mais fino. No entanto, para garantir bons niveis de qualidade de imagem e bons angulos de visualização, assim como uma protecção extra para o ecrã, o vidro usado é Gorilla Glass, típico de equipamentos móveis como Smartphones e Tablets.

Para garantir o equilíbrio perfeito entre o peso, rigidez e espessura reduzida, todo o Acer Swift 7 é feito usando uma combinação entre alumínio escovado (na zona do teclado e na parte debaixo do computador) e plástico (na parte detrás do ecrã). Mas independentemente de ser feito em alumínio numas zonas e em plástico noutras, a verdade é que tudo encaixa na perfeição e os acabamentos são impecáveis, dando uma grande ideia de qualidade de construção.

A nível de ecrã, as 13,3” IPS suportam uma resolução de 1920×1080 pixels e têm um grande brilho.

O teclado sai um pouco sacrificado pela espessura reduzida deste portátil, já que fica sem qualquer iluminação. No entanto, as teclas são bem diferenciadas e espaçadas, oferecendo um bom toque para quando estamos a escrever. As teclas são feitas num material que não permite que estas fiquem manchadas com gordura ao final de algum tempo, sendo bastante simples de limpar.

O trackpad é bastante espaçoso e também muito confortável de usar. Com um design bastante simples, parece de peça única mas contém o tradicional botão direito e esquerdo do rato. A sensibilidade da superfície e bastante boa, é pena que os botões façam um pouco de barulho a mais quando os estamos a usar, ainda para mais num computador que conta com um sistema de arrefecimento sem ventoinhas, e um teclado igualmente silencioso.

Na parte debaixo podemos encontrar os dois altifalantes com capacidade para nos fornecer audio de qualidade. O som é claro, sem distorção e com volume suficiente para ser usado mesmo em áreas com algum ruído ambiente.

Mas para além do teclado, também a conectividade é sacrificada no Acer Swift 7. É que devido à espessura reduzida, apenas contamos com uma saída 3.5mm para fones e duas portas USB-C, sendo que uma delas é usada para colocar o computador à carga. Portanto, adquirimos um computador pequeno, fino e leve, mas seremos sempre obrigados a fazer-nos acompanhar por um dongle USB Type-C para ligar a monitores externos, ler uma pen usb ou até mesmo ligar um rato e teclado sem fios (que usem adaptador usb).

Utilização: impressões do uso diário e conforto de utilização

Este Acer Swift 7 é um portátil muito relevante para profissionais que passem muito tempo fora do escritório, assim como para estudantes. Isto tudo devido ao facto de ser bastante fino e leve (tem apenas 1,09Kg). Facilmente se segura com uma só mão, ao mesmo tempo que a qualidade de construção garante a segurança necessária para estarmos descansados, sem o receio de que poderá danificar-se ao primeiro toque.

No entanto, para trabalhos mais pesados, este poderá não ser o computador indicado. A culpa é do arrefecimento sem ventoinha, que permite que o computador tenha algum aquecimento quando há uma necessidade maior de hardware. O problema principal é que o calor acaba a ser direccionado para a parte de cima do teclado e para a parte de baixo, não sendo também por isso um computador muito confortável para ser usado em cima das pernas.

Mas para além do peso reduzido e também da espessura mínima, é também de realçar a excelente qualidade de som que a Acer disponibiliza. Tudo graças a duas pequenas colunas que estão debaixo Acer Swift 7.

Temos portabilidade. E autonomia?

Para termos uma boa portabilidade, é importante que tenhamos também uma boa autonomia. E este é um ponto que acaba sempre por ser de difícil análise, já que depende muito da utilização diária que cada um irá dar ao Acer Swift 7.

Eu fiz dois testes diferentes que acabam por dar uma ideia mais ou menos da utilização normal da bateria. O primeiro teste consistiu em colocar um vídeo 1080p a correr no computador, com um brilho de 40% de ecrã. Com estas primeiras condições, foi possível ter o computador sempre ligado (até ele desligar sozinho) durante aproximadamente 6 horas. Outro teste foi a utilização normal de um computador para acesso à internet. Utilização normal, com navegação através de alguns sites e com ligação wireless activa. Nestas condições, a bateria durou aproximadamente cinco horas e meia.

Acer Swift 7: A conclusão

O design extremamente fino, traz algumas limitações a este tipo de portáteis ultra finos. E o Acer Swift 7 é um dos que sofre com essas limitações, nomeadamente a nível de refrigeração. Seria por isso injusto estar aqui a avaliar este Acer pelo seu desempenho em teste de benchmark.

É claro que a plataforma Lake Kabyle da Intel, com processo de fabrico de 14nm para o processador, demonstra um excelente potencial, nomeadamente a nível do consumo de energia, sendo que a nível de desempenho nunca comprometeu. Claro está que o SSD de 256Gb e os 8Gb de memória RAM disponível, aliado a este processador i7, contribuem bastante para um desempenho bastante fluído a abrir as várias aplicações necessárias para o nosso trabalho do dia a dia.

Quem transite de um computador normal para este Acer Swift 7, irá notar logo à partida a grande diferença no ruído. É que o silêncio aqui é de ouro mesmo. O design premium é também ele muito interessante, nunca comprometendo a capacidade do equipamento. Por exemplo, o teclado é um prazer para escrever e o ecrã de 13,3 polegadas cumpre os seus objectivos. Ainda assim, o excesso de brilho do vidro, poderá ser um problema quando estamos em locais com a luz ambiente muito forte.

Não se esqueça é que para comprar este portátil, terá que juntar mais alguns trocos para adquirir um dongle USB Type-C para que possa ligar monitores externos, ter portas USB disponíveis etc. É que a conectividade é um problema real para o Acer Swift 7.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here