Estamos em plena CES de Las Vegas e a Asus usou o certame para destacar o seu NovaGo, o seu primeiro portátil com Snapdragon 835, mas também para apresentar dois novos portáteis muito interessantes. Por um lado, o ultrafino ZenBook 13, que consegue a proeza de colocar num ultraportátil uma gráfica dedicada, por outro lado um mais prático X507 que coloca um apreciável poder de computação nas mãos dos utilizadores de orçamento mais restrito.

Asus ZenBook 13

Os Asus ZenBook sempre foram pequenas máquinas furiosas, carregadas de hardware potente num espaço prodigiosamente restrito e o Asus ZenBook 13 não será excepção.

Novidade a bordo são os chips Intel Core i7 e i5 de oitava geração, quad-cores que prometem ampla economia de bateria facebook à geração anterior de processadores. É armada com esta capacidade que a Asus reclama uma bateria com autonomia até 15 horas, valor impressionante.

Apesar de uma espessura de apenas 1.39cm, outro destaque do ZenBook 13 é a Nvidia GeForce MX150 a bordo, com um máximo de 2GB de VRAM. Se juntarmos a isto um máximo de 16GB de RAM e até 1TB de armazenamento interno PCIe SSD, este é um pequeno portento.

Quanto ao ecrã, o Asus ZenBook 13 conta com um painel FHD de 13.3 polegadas, podendo igualmente ser adquirido com um ecrã 4K, se bem que aqui a bateria pode não ser tão impressionante.

A conectividade ficará a cargo de duas portas USB-A e uma USB-C, porta HDMI, leitor microSD, WiFi 2×2 MU-MIMO 802.11ac Wi-Fi e Bluetooth 4.2. Finalmente, um leitor de impressões digitais pode ser usado para o login via Windows Hello.

Esperem o Asus ZenBook 13 na primeira metade do ano, ainda sem preços revelados. Mas não tenham grande fé de que um equipamento tão evoluído seja barato.

Asus X507

Se preferem algo mais barato que o Asus ZenBook 13, o Asus X507 será a vossa opção. O X507 percebe efectivamente que há um grande mercado de pessoas que requerem um computador potente sem ser topo de gama e é isto que o X507 oferece, trocando os chips de última geração por uma configuração máxima com Intel Core i7 de sétima geração e uma gráfica GeForce MX110.

A RAM vai até aos 8GB, mas o armazenamento é generoso, com um máximo de 1TB HDD ou 256GB SSD. Temos também duas portas USB-A 2.0 e uma 3.0, além de uma porta USB-C, conectividade WiFi 2×2 MU-MIMO 802.11ac Wi-Fi e Bluetooth 4.2.

Um portátil mais tradicional para necessidades quotidianas sem aspirações a processamento pesado ou gaming intenso, o Asus X507 tem um factor de forma menos compacto e mais amplo em todos os aspectos, ainda que a Asus tenha procurado criar um ecrã com rebordos menos generosos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here