Com o nome AAT166, o BlackBerry KEYone começou a receber uma grande actualização que inclui o patch de segurança de Janeiro com protecção contra Spectre e Meltdown, mas também novas apps e locker para guardar ficheiros privados. Inúmeros refinamentos foram igualmente incluídos.

A emergência recente das vulnerabilidades Spectre e Meltdown levaram muitas marcas a actualizar o quanto antes os seus dispositivos para o patch de segurança de Janeiro, que segundo a Google já possui as correcções necessárias para corrigir estas duas grandes vulnerabilidades.

Meltdown e Spectre: conheça os bugs que lançaram o pânico na informática. Quem está protegido, quem está vulnerável

No caso do KEYone, a TCL aproveitou para acrescentar um novo cadeado e um gestor de ficheiros nativo. Desde que uso o KEYone que me habituei ao gestor da Asus, posteriormente o Google Files Go, que possui algumas opções interessantes de partilha de ficheiros. Quem quiser manter o seu BlackBerry KEYone livre de apps de terceiros pode agora contar com a app Meus Arquivos, um gerenciador de ficheiros que permite copiar, transferir ou renomear ficheiros e ainda compactá-los.

O gerenciador está bem conseguido e bem integrado. Por exemplo, caso optemos por abrir uma imagem, é-nos logo apresentada a ferramenta de edição fotográfica para correcções ou aplicação de filtros.

O novo Cadeado ou Locker é mais uma implementação de segurança da BlackBerry e permite-nos guardar num local seguro os ficheiros mais privados e importantes. O Cadeado pode ser utilizado com a câmara: em vez de fotografarmos com o obturador no ecrã, tocamos no leitor de impressões digitais e a fotografia é salva directamente no cadeado, ficando acessível apenas via padrão de desbloqueio ou impressão digital.

Uma exploração superficial das apps e interface revela outras mudanças muito relevantes: um toque longo em cada app abre acções rápidas como contactos favoritos, composição de emails ou documentos. No entanto todas as apps oferecem também a possibilidade de serem “zeradas” (limpas), terem nome alterado ou serem ocultadas, o que permite esconder apps importantes como as bancárias, ou as apps de sistema que não usamos, mas não podemos desinstalar.

Entretanto, a câmara ganhou um leitor que permite fotografar cartões de visita e enviar os dados directamente para os contactos.

A actualização são algo mais de 500MB e chega atempadamente, com funcionalidades bem definidas e úteis. Sem bugs e a funcionar bem, a actualização de Janeiro do BlackBerry KEYone mostra bem que TCL e BlackBerry estão bem empenhadas em apoiar este seu equipamento emblemático.

Fiquem atentos às nossas páginas para novidades futuras sobre o BlackBerry KEYone.

BlackBerry KEYone Bronze Edition junta-se à família BlackBerry

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here