O Cat S61 foi desenhado para situações extremas e necessidades absolutas, e é um excelente exemplo de como podemos pegar no núcleo duro do nosso conceito de smartphone e acrescentar-lhe especificações para um propósito muito específico. O dispositivo encontra-se já disponível em Portugal por um PVP de €949,90.

O hardware interior é bastante expectável, com um Snapdragon 630 equipado com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno, uma câmara principal de 16MP e uma frontal com 8MP, além de um ecrã de 5.2 polegadas com resolução FHD. A bateria é bem mais generosa, com 4500mAh e compatibilidade com Quick Charge 4.0.

Mas o Cat S61 não é o típico smartphone de gama média. O dispositivo inclui uma câmara FLIR (vulgo câmara de medição térmica), capaz de gerar imagens com medição de temperatura entre -20ºC e 400ºC, além de um medidor da qualidade do ar e humidade, e medidor de distâncias via laser. Tudo isto é encapsulado numa estrutura de alumínio fundido pensada para resistência reforçada, incluindo compatibilidade com o padrão militar 810G e certificação IP68. O Cat S61 pode por isso cair até 1,80m sobre cimento ou passar uma hora submerso em até 3 metros de profundidade de água, tornando-se um smartphone ideal para exploradores, aventureiros e profissionais no terreno nos serviços de saúde, militares ou engenharia avançada.

A câmara FLIR pode ser particularmente interessante para muitos, tendo em conta que pode detectar fugas de calor e gases que indiciem problemas mecânicos, prevenindo a escalada de situações de emergência.

E ainda assim pode ser dito que a Cat não poupou em modernidade neste dispositivo, que já chega com o Android Oreo e é actualizável para o Android P, enquanto o ecrã pode ser operado de luvas ou com dedos molhados.

O Cat S61 tem ainda acesso a um catálogo de apps desenhadas especificamente para utilizadores de equipamentos resistentes e pode ser comprado já na Fnac, Worten ou Phone House e ainda via www.catphones.com.

DEIXE UMA RESPOSTA