Com a realização do Portugal Smart Cities Summit, a NOS encontrou a oportunidade perfeita para fazer a primeira demonstração da rede 5G em ambiente real, em parceria com a Huawei. A demonstração decorrerá ao longo dos próximos três dias e mostrará o potencial da tecnologia 5G para mudar fundamentalmente o panorama tecnológico das grandes cidades, com comunicações mais rápidas e seguras, equipamentos conectados e veículos inteligentes.

Do comunicado de imprensa:

No Portugal Smart Cities Summit, o maior evento nacional dedicado às cidades inteligentes, a NOS dá a conhecer, a partir de hoje, as soluções da empresa para dar resposta aos desafios da transformação digital das cidades e marca o evento com a primeira demonstração suportada em 5G.

De acordo com Manuel Ramalho Eanes, administrador da NOS, “A NOS tem uma perspetiva abrangente da tecnologia 5G e quer pô-la ao serviço das empresas, das instituições públicas e dos consumidores, também enquanto cidadãos. Nesse contexto, o envolvimento no maior fórum de cidades inteligentes do país constitui uma oportunidade de relevo para demonstrar as nossas soluções e o valor que, em conjunto com os municípios e entidades, podemos trazer a Portugal.”

Num futuro próximo, o 5G será um enabler para tornar as cidades inteligentes em sociedades super inteligentes. Mas o futuro que se ambiciona cria-se hoje, e por isso a NOS está empenhada na construção desse caminho tornando, com o apoio de parceiros de referência, as cidades portuguesas mais seguras, eficientes, sustentáveis, competitivas e próximas das pessoas.

NOS arranca com demos 5G em ambiente real

Em parceria com a Huawei, a NOS está a realizar uma demonstração em 5G live, que materializa a condução remota de veículos, simulando uma situação de segurança e emergência. A demonstração evidenciará a diferença que a nova geração de comunicações móveis aporta ao nível de tempo de resposta (latência).

Esta demonstração evidencia a aplicação da tecnologia no âmbito da segurança na comunidade, perspetivando o que pode ser, no futuro, a capacidade de resposta e autonomia dos serviços de prevenção e combate a situações de emergência.

Para levar a cabo as demonstrações 5G real a NOS solicitou à ANACOM espectro na banda dos 3.5Ghz para as necessárias comunicações móveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here