Lançado pelo iPhone X, o notch ou entalhe generalizou-se para o bem e para o mal ao longo de 2017 e 2018, num mix de popularidade e tentativa das marcas de venderem clones do iPhone. Mas muitas marcas mantiveram-se à escuta do feedback dos utilizadores e a percepção é de que quanto menos notch, melhor, de tal modo que começamos a ver o aumento da popularidade dos entalhes em gota de água como o presente no Huawei Mate 20, ou o que deveremos ver no OnePlus 6T. Mas este não é o futuro. O futuro será um ecrã sem entalhe e uma simples perfuração através da qual a câmara poderá operar.

Se regressarmos a Julho, vimos por então que a Huawei patenteou uma tecnologia de inclusão da câmara no ecrã, criando uma perfuração na matriz, e eliminado a necessidade de um entalhe. Por então pensávamos que esta inovação chegaria no Mate 20, mas ficamos algo aquém disso. A ideia, no entanto, é fantástica: uma perfuração padronizada permitirá às marcas colocar uma câmara atrás de um orifício mais discreto do que um entalhe, seja ele de que tamanho for.

Para o popular @Iceuniverse, esta será a tecnologia que se generalizará em 2019, com várias possibilidades de localização. Qual é a vossa favorita?

Mas, mais importante, esta possibilidade significa que poderemos ver novos factores de forma surgirem, quer com esta abordagem mais simples, quer com o surgimento de sliders. Estes podem parecer mais arcaicos, mas oferecem um ecrã sem qualquer interrupção e com nenhuma necessidade de criar um rebordo artificial para omitir esta intrusão em alguns conteúdos, como filmes ou jogos.

O resultado final será que os smartphones mudarão bastante e as marcas terão algumas dificuldades em se diferenciar agora que muita tecnologia passa para debaixo da superfície e já não faz parte das linhas externas do dispositivo que poderiam constituir um chamariz visual.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here