A Chinesa Hisense tem conquistado um certo nome nos smartphones das gamas mais budget, mas é na verdade um conglomerado tecnológico que produz electrónica dos mais variados segmentos, incluindo electrodomésticos, embora seja mais conhecida pelos excelentes televisores. A próxima aposta da marca nos smartphones será, no entanto, mais do que simplesmente um smartphone barato, já que deverá apostar num ecrã duplo, do tipo E-ink.

Para sermos claros, não é a primeira vez que a Hisense lança um smartphone deste tipo. Os Hisense A2, A2 Pro e A6 seguem precisamente esta filosofia com um ecrã principal frontal RGB, mas um ecrã secundário monocromático, mais afim de um e-reader. Ora, nenhum destes equipamentos segue as linhas actuais no design e hardware e parece que será mesmo isso que a Hisense pretende corrigir com o novo dispositivo.

De facto, o dispositivo parece partilhar traços gerais com o A6 que já mencionei, mas o ecrã principal é decididamente mais moderno, pontuando por um óbvio entalhe no topo, mais largo que profundo, com rácio 18:9 (descontando o notch), com os cantos visivelmente arredondados. De resto, é possível que o ecrã mantenhas as mesmas dimensões gerais daquele presente no A6, um AMOLED com resolução FHD+

Tendo em conta as enormes semelhanças entre o A6 e o novo smartphone, é possível que estejamos perante uma nova variante, mais do que perante um smartphone novo por completo. Assim, as especificações do A6 poderão repetir-se, com um Snapdragon 660, 6GB de RAM, 128GB de armazenamento interno, bateria de 3,300mAh e uma câmara por cada quadrante, sendo uma principal de 12MP f/1.8 e uma secundária de 16MP. Tal como neste equipamento, o leitor biométrico deverá estar integrado na tecla Power, à falta de lugar à frente ou atrás.

A cereja no topo do bolo seria sem dúvida se a Hisense actualizasse o hardware com um Snapdragon 670 ou 710, mas tendo em conta as actuais capacidades do Snapdragon 660, não ficarei particularmente preocupado, desde que o preço seja atraente. Nestas circunstâncias, o Hisense misterioso não roubará a ribalta dos grandes lançamentos do final do ano, mas será pelo menos um smartphone diferente com um público muito específico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here