Se duvidavam do poderio industrial da Huawei, não duvidem. Esse foi o erro de sub-avaliação cometido por uma administração Americana habituada a colocar em cima da mesa força bruta perante agentes mais fracos. Com a ameaça de que lhe possa ser vedado o acesso ao Android, a Huawei não só está a preparar o seu próprio sistema operativo, como as indicações mais recentes apontam para que a marca tenha já conseguido fabricar 1 milhão de dispositivos com o HongMeng OS, ou Oak OS.

Um milhão de dispositivos não é fácil de obter. Há marcas sustentáveis que se considerarão bem-sucedidas se venderem 1 milhão de equipamentos. Não sabemos neste momento se a Huawei está a falar de unidades disponíveis para compra, produtos de teste ou desenvolvimento, mas o valor é extremamente significativo e mostra que a marca poderá estar bem encaminhada para uma disponibilização já no Outuno.

Assegurando que o sistema operativo é totalmente compatível com as aplicações Android, a Huawei tem em mãos uma solução que pode reverter em qualquer momento, flashando estes equipamentos com Android. Mas, se tudo falhar, o mercado pode ser inundado de um número alarmante de equipamentos com o HongMeng, representando uma séria ameaça aos rendimentos da Google.

Numa notícia relacionada, a Huawei está a cortejar os programadores e criadores de conteúdos para publicarem as suas apps Android na store da Huawei, a AppGallery presente em mais de 300 milhões de dispositivos, como a própria marca indica. Caso o pior aconteça, e a Huawei deva avançar sem o Android, manter uma loja de aplicações bem guarnecida será fundamental para o sucesso da sua estratégia. Com a Huawei a assegurar que o futuro sistema operativo manterá uma total compatibilidade com o Android, os programadores necessitarão simplesmente publicar na AppGallery as suas apps, sem problemas de compatibilidade.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here