Notch. Poucas palavras foram tão polarizantes no mundo tecnológico quanto esta, simbolizando o que é para muitos uma brutal quebra da harmonia do ecrã dum smartphones, destruindo qualquer simetria possível pela inclusão deste entalhe que se generalizou contra tudo e contra todos. Ora a Huawei parece estar a preparar uma inovação que ditará um ecrã sem notch, e a solução pode chegar já no Huawei Mate 20.

Se olharmos para o notch, este parece uma solução interessante para maximizar o tamanho do ecrã sem aumentar as dimensões dos smartphones propriamente ditos, deslocando para as laterais desta excrecência as notificações e informações principais. No entanto, tal como se apresenta no iPhone X e outros smartphones, o notch é acima de tudo uma impossibilidade técnica de se ir mais longe, mais do que propriamente uma inovação. Para os puristas, o entalhe é – ainda mais grave – uma aberração de design e uma que a Porsche se terá recusado a permitir no Huawei Mate RS Porsche Design.

Do ponto de vista do consumo, embora os equipamentos com notch se tenham generalizado e vendido bem, muitos utilizadores foram vocais quanto ao desprazer que sentem face ao notch e a sua presença acaba por limitar a área útil do ecrã quando jogamos ou visualizamos multimédia. Longe de querer descansar sobre os seus lucros, a Huawei parece ter decidido que consegue aumentar a área deal do ecrã activo eliminando o notch e substituindo por um orifício rodeado somente pelo ecrã.

Segundo o site ETNews, a Huawei planeia colocar a câmara principal do smartphone directamente no ecrã, enquanto o altifalante e outros sensores passam a estar estritamente encostados ao rebordo superior, fora da área activa do ecrã. A solução ideal seria mesmo a possibilidade de sensores capazes de “ver” através da matriz do ecrã, o que parece atingível somente com painéis OLED e ainda assim só após se resolverem inúmeras dificuldades quanto à resolução e exactidão destes sensores através dos “obstáculos” que os pixéis representariam.

Na prática, o ecrã deixaria de ter quebras na sua simetria e limpeza de linhas, e tornaria estes sensores frontais muito mais discretos. Ainda segundo o ETNews, o primeiro smartphone com este tipo de abordagem poderá ser lançado no último trimestre de 2018, com um ecrã de 6.39 polegadas, duas características que tipicamente apontam para a gama Mate, neste caso o Huawei Mate 20.

Obviamente que o Huawei Mate 20 será um equipamento topo de gama mas, caso a abordagem técnica da Huawei seja viável, esta poderá então disseminar-se para outras gamas, colocando um fim ao fugaz reinado do muito polémico notch.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here