Ainda se lembram do SEAT 1400? Nasceu a 13 de Novembro de 1953, sendo que celebra agora os seus 65 anos! Este era um modelo tecnologicamente avançado que recorria a uma carroçaria autoportante, em estilo “Ponton”, em vez de ter uma carroçaria aparafusada ao chassis. Foi um dos primeiro deste tipo na Europa, e foi o modelo que deu início à história da marca espanhola! Este SEAT 1400 foi produzido entre 1953 e 1964, tendo sido produzidos 98,978 unidades.

O primeiro SEAT 1400 saiu da fábrica da Zona Franca em Barcelona com a matrícula B-87.223, três anos após a constituição da marca. Nesta fase, a fábrica apenas conseguia produzir 5 veículos por dia, produção essa que se manteve durante aquele primeiro ano. O preço de venda, na altura, era de 117,000 pesetas, o equivalente a 705€.

O SEAT 1400 foi feito de forma a ser a base do negócio da marca, um veículo de 4 portas, motor dianteiro, um sedan com tração traseira, pronto para ser o veículo oficial das autoridades ou garantir o transporte de massas em serviço de táxi.

Para isso, os 925 colaboradores da fábrica em Barcelona, montavam tecnologia da época no SEAT 1400. O motor era a gasolina, de montagem longitudinal e colocação dianteira, com a potência a ser entregue por um eixo traseiro rígido com diferencial integrado. Este era um motor 4 cilindros, 1,395cc, com uma caixa manual de 4 velocidades. A nível de potência, contava com 44cv, garantindo uma velocidade máxima de 120km/h.

O chassis recebia molas helicoidais de efeito elástico na suspensão traseira com molas do tipo cantilever – que actuam como braços de guiamento – com efeito estabilizador, no eixo dianteiro. Uma barra Panhard garante o guiamento do eixo. Esta arquitetura era
ultramoderna para o seu tempo.

A nível de design exterior, o SEAT 1400 baseava-se nos veículos americanos da época: uma secção traseira de forma arredondada, marcada por farolins de formato cónico. No entanto, o 1400 também introduziu no mercado o para-brisas de vidro único curvo e o sistema de aquecimento.

Bem como a estética apelativa, o SEAT 1400 também garantia performances mais do que suficientes. O depósito de combustível de 48 litros garantia uma autonomia significativa graças a um consumo de 10.5 litros/100 km e a velocidade de cruzeiro de 100km/h podia ser mantida sem dificuldade.

Fabricado para o sucesso

No final da produção inicial do SEAT 1400 em 1954, tinham sido fabricadas 1,345 unidades, que seriam apenas o início da carreira do automóvel. A família do 1400 cresceu com o 1400 A em 1954, o 1400 B em 1956 e o 1400 C em 1960, em conjunto com várias versões especiais.

Em cada nova versão houve ganhos de performance e de design, contribuindo para a consolidação da sua posição no mercado e crescimento da SEAT como marca.

O 1400 ajudou ao crescimento vertiginoso da SEAT e, apesar dos números pequenos da produção inicial, no final de 1954 tinham sido entregues 959 unidades, um ano depois a produção anual estava a tocar nas 3,000 – fabricados com quase 100% de componentes nacionais. Em 1956 foram fabricados 7,000 veículos, número que cresceu para 10,000 unidades um ano depois. No final da sua vida comercial tinham sido vendidas 98,978 unidades, garantindo o seu lugar na história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here