A LG parece não andar com muita sorte na sua divisão mobile, cujos resultados continuam longe dos seus tempos áureos como grande rival da Samsung. Mas a LG não está disposta a desistir e, antes, optou por um salto em frente que é um infeliz sinal dos tempos: a marca deixará de fabricar os seus smartphones na Coreia.

Made in Korea pode significar qualidade, mas com a impiedosa concorrência Chinesa, fabricar os seus terminais na sua pátria-natal significa também custos superiores. Socialmente, seria algo que nos deveria preocupar como consumidores? Serão os direitos laborais menos importantes que o consumismo? No final do mês, quando as contas apertam, poucos se preocupam com as condições dos trabalhadores algures do outro lado do mundo.

Do outro lado da moeda, é justo dizer que o investimento das marcas em novos pontos de fabrico pode ajudar ao desenvolvimento das povoações e dos próprios países, especificamente do Vietname, para onde se deslocará agora a produção dos smartphones LG.

A unidade de Pyeongtaek será assim fechada e as suas funções transferidas para Haiphong, no Vietname, enquanto a maior parte do pessoal de Pyeongtaek será transferido para Changwon, onde a LG tem o núcleo da sua divisão de electrodomésticos.

Este passo será extremamente importante para a LG possuir uma margem extra para respirar e dar aos seus dispositivos maior competitividade. No final de contas, os consumidores serão os maiores beneficiados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here