O CEO da Canalys, Steve Brazier, e o COO da Lenovo, Gianfranco Lanci, acreditam que a linha Surface será descontinuada até 2019. Por quê? O negócio Surface não é um enorme gerador de lucro para a Microsoft, tornando mais difícil justificar o custo para produzir novos dispositivos e as baixas margens envolvidas.

A linha Surface não gerou uma grande quantidade de receita nos últimos cinco anos, com lucros que raramente ultrapassaram a marca de 1 bilião de dólares. Para além disso, a Brazier acredita que o CEO da Microsoft, Satya Nadella, possa ter pouco interesse nesta área de hardware.

Contudo, é improvável que a Microsoft queira desistir do que de outra forma é uma gama sólida de produtos apenas porque não estão a gerar tanta receita quanto Wall Street ou uma empresa analista pode esperar.

Com a linha Surface, a Microsoft não está apenas a tornar os dispositivos Windows mais avançados, mas também incentiva os seus parceiros a criar melhores projectos que atraem uma ampla gama de consumidores. Estes dispositivos também estão a competir com os Macs, dando aos consumidores uma alternativa legítima para MacBooks e iMacs.

Em última análise, a Microsoft realmente não precisa ganhar muito dinheiro vendendo dispositivos Surface, se o alcance ajudar a fortalecer o ecossistema Windows e, por sua vez, criar uma procura sólida.

COMPARTILHAR
Enfermeira mas sempre a pensar em tecnologia. Assim, no Tekgenius, não irão faltar notícias sobre as mais recentes tecnologias, principalmente na área de IoT e Android.

DEIXE UMA RESPOSTA