A Microsoft anunciou hoje de forma algo morna a nova versão da sua conceituada suite de produtividade. O Microsoft Office 2019 chegou como uma compra única que se diferencia da subscrição Microsoft Office 365 em inúmeros detalhes.

O principal é que o Office 2019, ao não seguir o modelo de subscrição do Office 365 não garante actualizações às funcionalidades das diferentes apps, apenas actualizações de segurança e correcções de bugs. Portanto, os utilizadores que não quiserem ver-se presas de obsolescência do seu software, terão mesmo que continuar a subscrever o Office 365.

O novo Microsoft 2019 promete melhoramentos significativos sobre o Office 2016, mas inclui apenas versões clássicas do Word, Excel, PowerPoint e Outlook com algumas funcionalidades melhoradas.

A Microsoft não revelou ainda o preço do Office 2019, mas mencionou que aumentaria o preço em 10% face ao Office 2016 que pode ser encontrado actualmente por cerca de €150 na sua versão Casa e Estudantes, pelo que um aumento de cerca de €15 será expectável. Por comparação, o Office 365 pode ser adquirido a partir dos €69, o que significa que o valor do Office 2019 será suficiente para 2 anos de subscrição, com direito a todas as actualizações de funcionalidades e armazenamento na nuvem.

Mas, se a sua empresa não pode funcionar plenamente em rede ou na nuvem – e esse é o caso do de muitas empresas mesmo – então o Office 2019 pode ser uma excelente opção.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here