A linha Moto Z tem sido não só a aposta da Motorola nos smartphones modulares, mas também a sua linha de topo de gama, algo que pode mudar com o futuro Moto Z4, cujas potenciais especificações surgiram hoje online, apontando para um reposicionamento na gama média, com a presença de um Snapdragon 675.

O ano passado, a Motorola fez um bypass ao Snapdragon 845, e apostou antes no Snapdragon 835, com o que conseguiu oferecer um preço muito competitivo no seu Moto Z3. Ainda assim, a aposta no Snapdragon 675 mostra claramente um reposicionamento dos Moto Z na gama média. Não é a primeira vez que o Snapdragon 675 é apontado para o Moto Z4, tratando-se de um chip oficializado em Outubro e que promete ser suficientemente potente para se encontrar entre os favoritos do ano, graças a 4 núcleos Cortex-A76 a 2GHz, coadjuvados por 4 Cortex-A55.

Mas, sem benchmarks que nos conduzam, não é possível saber se este chip poderá superar o 835 do ano passado. Certamente é mais moderno, com uma maior aposta em inteligência artificial e refinamentos gráficos para competir com a GPU Turbo da Huawei.

Outro ponto onde o Moto Z4 faz inversão de marcha é na presença de apenas uma câmara de 48MP, em vez das duas câmaras de 12MP do seu antecessor. Por si só, esta resolução é impressionante, mas é típica da gama média, enquanto a gama alta continua a apostar em câmaras múltiplas à custa de resolução. À frente, o upgrade é claro, com uma nova câmara de 25MP.

Se combinarmos o Snapdragon 675 com uma possível bateria de 3600mAh, o Moto Z4 será um excelente smartphone de gama média, desde que o preço seja certo. Espera-se igualmente a montagem do leitor biométrico no próprio ecrã, e o regresso do jack áudio, fazendo deste um smartphone globalmente interessante. Mas, se o Moto Z4 já não se encaixará na gama alta, o que está a Motorola a planear para este segmento?

Um Motorola com 4 câmaras surgiu recentemente e é absolutamente impressionante do ponto de vista estético. Será este o futuro Motorola de gama alta? A marca está em alta e planeia vários dispositivos Android One, e esperemos que cheguem depressa.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here