Estilo e elegância são dois termos que podem facilmente aplicar-se ao Moto G6 Plus. O irmão maior da nova família Moto G6 é também o mais potente e completo. Se bem que reúna as principais características do seu irmão da versão base, a sua grande vantagem para mim é o colossal ecrã de 5.9 polegadas, que o tornam ideal para utilização intensiva ao longo do dia sem cansar os olhos.

Exterior e design

O verde é a cor de 2018 e a embalagem do Moto G6 tem este tom como cor predominante, dando-nos excelentes expectativas. O interior não desilude e, se já leram as nossas 5 razões para ficarmos impressionados com o Moto G6, sabem que este design me agrada particularmente: o Moto G6 Plus é imediatamente distinto de tudo o que encontramos no mercado neste momento, inconfundível e muito elegante.

O vidro é o material de eleição para 2018 e a Motorola usa-o aqui profusamente, optando por uma moldura de alumínio e um painel traseiro em vidro com laterais arredondadas, enquanto o vidro à frente é do tipo 2.5D. Estes materiais significam que o desenho é impecavelmente limpo, sem interrupções para antenas, e deixando todo o destaque para o módulo circular de câmaras, com o logótipo da Moto logo abaixo. Ao contrário dos dispositivos puramente rectangulares, topo e base do Moto G6 Plus são algo ovais, contribuindo ainda mais para um look distinto.

Entretanto, à frente, o ecrã apresenta proporções 18:9 e rebordos muito reduzidos por comparação à concorrência, se bem que não tanto quanto noutros dispositivos, graças à presença no leitor de impressões digitais.

O Moto G6 Plus é generoso de dimensões, sólido, e com excelentes acabamentos a todos os níveis, notando-se uma ergonomia irrepreensível, que só a área do dispositivo impede de ser melhor.

Hardware equilibrado

A única coisa que falta no Moto G6 Plus é um emissor infra-vermelhos, se isso vos é importante. De resto, o equipamento prima pela presença de todas as restantes tecnologias essenciais em qualquer gama de preço e esse é um dos seus principais destaques.

Por dentro, o Moto G6 Plus oferece-nos o excelente Snapdragon 630, com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno. Vamos pensar que este chip poderia ser encontrado apenas há um ano atrás em equipamentos perto dos €500 Euros, pelo que este octa-core com núcleos Kryo 280 é claramente capaz e, se bem que na tecnologia nos deixemos facilmente impressionar pelos pesos-pesados com chips Snapdragon 8##, como utilizador, a relação potência/autonomia dos Snapdragon 600 convém-me francamente mais, enquanto a memória RAM facilita seriamente o multitasking para quem trabalha frequentemente no smartphone. Com 3200mAH, a bateria deverá oferecer uma grande autonomia com este tipo de hardware.

O ecrã de 5.9 polegadas, com resolução FHD+, parece de boa qualidade e para já o seu brilho no exterior será dos melhores neste segmento e, neste preciso momento, a trabalhar no exterior, basta-me olhar-lhe de lado para ver toda a informação constante no painel.

Outro ponto onde o Motorola é extremamente agressivo é no departamento das câmaras onde temos ao nosso dispor duas unidades, uma de 12MP com abertura f/1.7, portanto bastante capaz em baixa luminosidade, e que oferece ainda autofoco Dual Pixel, o que o tornará em teoria mais rápido. A outra unidade é de 5MP, fundamentalmente para o modo de retrato. A isto acrescenta-se uma app muito sólida com modo manual intuitivo. Não tenhamos dúvidas aqui que as câmaras têm potencial flagship.

Finalmente, o Moto G6 Plus possui tecnologias difíceis de encontrar em equipamentos do mesmo preço, como NFC, Bluetooth 5.0 e carregamento rápido QC3. O Dolby Audio é a cereja no topo do bolo, para um áudio mais refinado.

Interface

A Motorola oferece-nos uma visão do Android 8.0 muito semelhante ao que a Google esperaria, com muito pouco bloatware e apoiando-se fundamentalmente nas apps da Google para nenhuma duplicação. A excepção é mesmo a Moto App que acrescenta grandes funcionalidades extras, mas a sua inclusão como app em separado permite à Motorola manter o Android em si mesmo intocado.

Felizmente a Motorola não se deixou ficar pelo estritamente básico e colmata as grandes lacunas do Android de fábrica com algumas especificações extras, tal como a possibilidade de calibrarmos a cor do ecrã.

Expectativas

O Motorola Moto G6 chega carregado até ao topo de características cujo resultado final é muito raro abaixo dos €300. Neste segmentos notam-se facilmente concessões, ora no hardware, ora no software, ou no design.

Incluindo inclusivamente NFC, bons componentes, interface limpa e design inconfundível com materiais de qualidade, o Moto G6 Plus promete ser um dos melhores e mais completos equipamentos na sua gama de preço, rivalizando sem medo com Samsung, Huawei ou Xiaomi.

Fiquem connosco para a análise completa a este equipamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here