No Natal, é o tempo de rever a família, reunir todos à volta da mesa e partilhar momentos, celebrar e distribuir os produtos tecnológicos que compramos para oferecer. Nesta altura, todas as marcas esfregam as mãos de contentes, devido ao facto das suas vendas dispararem de forma incrível. O mercado dos Smartphones não é excepção e o número de dispositivos activos, assim como o número de download de aplicações, são a prova disso mesmo. E neste Natal, como tem vindo a acontecer no passado, a Apple sobrepôs-se a todas as outras marcas do mercado.

De acordo com um estudo feito pela Flurry, entre 19 de Dezembro de 25 de Dezembro, 44% das novas activações de Smartphones e Tablets pertenceram à Apple. Um valor duas vezes superior ao da Samsung que ficou com a medalha de prata neste relatório.

apple-samsung-holiday-device-activations-2016

Para aqueles que vão olhar simplesmente para estes valores, a notícia é interessante e nada surpreendente. Na verdade, os amantes da Apple até podem vir a usar estes valores para atacar os seus amigos, fãs da Samsung. Depois de ter sido considerado um telemóvel aborrecido e nada inovador, juntando o facto de ainda não ter sido apresentado um novo iPad desde Março deste ano, a Apple ficou com 44% dos dispositivos vendidos para este Natal. Este valor significa que consegui activar o dobro dos dispositivos que a sua concorrente Samsung, que se ficou pelos 21%.

Mas como se costuma dizer, nem tudo são rosas, e a Apple deverá ficar preocupada com estes valores (sim, mesmo depois de ter vendido o dobro da Samsung).

Para contextualizar, vamos reviver um pouco o que este ano de 2016 trouxe para a Samsung e para a Apple. A Samsung, como se sabe, teve um problema gravíssimo com o seu Note 7, com duas recolhas forçadas e a última a obrigar mesmo à retirada total do seu topo de gama do mercado. Isto trouxe consequências gravíssimas para a marca Sul Coreana, sendo que a Apple só teve que aproveitar. Lançou o iPhone 7 sem qualquer tipo de concorrência, principalmente para o modelo mais avantajado, o iPhone 7 Plus.

Portanto, seria de esperar que os valores de venda da Apple tivessem aumentado comparativamente com o ano anterior, enquanto que os da Samsung tivesse reduzido, não só pela falta de soluções no mercado, mas também devido ao facto de os utilizadores perderem a credibilidade na marca.

No entanto, nada disso aconteceu. Segundo estes valores, e comparando com os de 2015, a Apple acaba por perder mercado e (sim, podem ficar de boca aberta do espanto), a Samsung ganhou mercado. Em 2015, a Apple tinha 49,1% de novas activações, enquanto que a Samsung apenas contava com 19.8. Agora, a Samsung passa para os 21% (uma subida modesta, mas nada esperada), enquanto que a Apple dá um trambolhão enorme, caindo para os 44%.

Atrás destes dois, segue a marca chinesa Huawei. Os valores também não reflectem bem aquilo que a marca tem vindo a alegar, tendo dito que tinha tido uma grande penetração no mercado Americano. A verdade, é que apenas 3% de dispositivos novos que foram activos eram da Huawei. Um valor muito baixo, mas que ainda assim vale a medalha de bronze, num mercado que é claramente dominado pela Apple e pela Samsung.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here