A Nikon acordou finalmente, para oferecer aos fotógrafos entusiastas e profissionais uma sucessora da aclamada D810 que remonta a 2014 e, apesar dos méritos, começava a mostrar sinais de obsolescência. A sua sucessora, a Nikon D850 é precisamente o tipo de câmara potente e competente que se espera da Nikon, apresentando um muito interessante equilíbrio de características que lhe permitirão satisfazer segmentos muito diferentes da arte fotográfica.

Assim, se o sensor de 35mm da Nikon D850 possui 45.7 megapixéis, o suficiente para ser uma excelente ferramenta de trabalho na fotografia de moda ou de natureza, a câmara também herda o sistema de autofoco de 153 pontos da Nikon D5, com 99 pontos do tipo cruzado, o que autorizará uma maior posse sobre as cenas com alguma movimentação e que requerem reacções rápidas. Entretanto, a cadência de disparo passa das 5fps da D810 para as 7fps, o que ainda fica aquém do que se poderia pedir para desporto, mas será mais do que suficiente para fotografia de eventos e como recurso para actividades desportivas de qualquer modo. Com o grip MB-D18 e a bateria EN-EL18a/b, a Nikon D850 pode no entanto chegar às 9fps, um valor muito mais impressionante.

A Nikon D850 tem ainda um ISO nativo de 64-25,600.d850top

Do lado do vídeo, a Nikon D850 apresenta uma grande evolução face à sua antecessora, incluindo a capacidade para gravar vídeo 4K full-frame e saída HMDI para transmissão de vídeo 4K sem compressão. Os padrões zebra estão agora a bordo para os videógrafos.

O corpo da Nikon D850 é feito para durar, em liga de magnésio com protecção contra os elementos e apresenta uma ranhura para cartão SD, e outra para XQD, além de um ecrã de 3.2 polegadas e resolução de 2.36 milhões de pixéis, que é posicionável à semelhança do que acontece com a D500 ou D750. Ponto importante e tanto negligenciado neste tipo de equipamentos é que os botões são opcionalmente iluminados, melhorando em muito a facilidade de utilização da câmara em condições de pouca luminosidade.

Entretanto, a câmara tem algumas funcionalidades de relevo, como a possibilidade de escolhermos entre três tipos de ficheiros RAW, processar lotes na câmara ou a capacidade para tirarmos 300 fotografias em passos focais programados, para depois empilhar via software as imagens e obter fotografias macro com maior profundidade. D850back

Não há dúvidas de que a Nikon D850 era uma câmara muito esperada pelos utilizadores de uma empresa que já não domina incontestavalmente o mundo da fotografia, mas se a Nikon precisava de um sucesso de vendas, a D850 pode bem sê-lo, graças ao amplo conjunto de características que serão de mais-valia para os fotógrafos.

A Nikon D850 deverá estar disponível a partir de Setembro por um preço não inferior a €3000.

DEIXE UMA RESPOSTA