Ninguém pode questionar que os ecrãs são o forte da Samsung, principalmente no domínio dos AMOLED, onde a marca é líder de mercado. E a Samsung sabe-o, já que aposta forte nestes ecrãs nos seus dispositivos, mesmo os de gama mais baixa, e se falhava em algum ponto era porque não se adaptava suficientemente depressa às modas dos rácios de aspecto. Isso mudou, claro, e a Samsung de 2019, tanto aposta em soluções inovadoras como os ecrãs perfurados, como em câmaras pop-up.

No caso do Samsung Galaxy A70, a marca optou por um enorme ecrã Super AMOLED de 6.7 polegadas de diagonal, do tipo Infinity-U, com um pequeno notch em gota de água. O ecrã tem um rácio de 20:9 e é notório que o rebordo inferior é mínimo, mesmo se algo mais espesso que as laterais. Ora, o ecrã inclui já o leitor biométrico, a Samsung tendo-se rendido a estes leitores que continuam ainda a não ser tão eficazes quanto os ultrassónicos normais, mas são pelo menos extremamente convenientes.

Ao contrário do extraordinário A80, o A70 tem um design mais frugal e substitui o vidro do painel traseiro por aquilo que a Samsung chama de 3D Glasstic, que pode em boa verdade ser um plástico transparente que receberá o acabamento prisma. O único destaque no painel traseiro são as três câmaras, e aqui temos algo em comum com o A80, já que a terceira câmara é uma unidade ToF para mapeamento 3D com vista à criação de efeito bokeh, enquanto a câmara principal é de 32MP f/1.7, coadjuvada por uma de 8MP ultragrande angular. Entretanto, à frente, a Samsung oferece-nos uma câmara de 32MP. Genuinamente, não é a mesma câmara que encontramos no painel traseiro, possuindo uma abertura f/2.0.

Mas falemos do hardware interno: o Samsung Galaxy A70 é o primeiro equipamento anunciado com Snapdragon 665, o novíssimo chip anunciado ontem pela Qualcomm, e que sucede ao 660, prometendo por isso performance mais do que interessante. Ao nível da RAM, teremos 6 ou 8GB, ambas com 128GB de armazenamento interno expansível.

Portanto chegamos à bateria. São 4500mAh, uma capacidade irrepreensível, mas ainda mais irrepreensível é a inclusão de carregamento rápido de 25W, o que deverá garantir uma carga completa em algo mais de uma hora.

O Samsung Galaxy A70 estará disponível a 26 de Abril por um preço ainda por especificar e trará o Android Pie de raiz, com One UI. O equipamento posiciona-se bem num segmento onde um preço perto dos €400 é expectável e, para isso, oferece alguns argumentos impressionantes, como um processador acabado de oficializar, um bom ecrã e câmaras com resolução de sobra. A cereja no topo do bolo é mesmo a bateria de 4500mAh com carregamento rápido que, em conjunto com a eficiência do Snapdragon 665, oferecerá uma autonomia mais do que impressionante.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here