De todas as marcas do grupo BKK, a Vivo não é exatamente a mais dinâmica (essa seria a Oppo) nem a que tem um fanbase mais acérrima (essa seria a OnePlus), mas hoje a Vivo sacou um brilharete com o anúncio do Vivo X70 Pro+ o terceiro equipamento da família X70 e que é o mais superlativo deles todos, com um departamento fotográfico impressionante que tem uma novidade enorme: o primeiro chip concebido pela própria Vivo. O V1 é o primeiro passo da Vivo no desenho dos seus próprios chips de tratamento de imagem e isso é um grande sinal de força num mundo de smartphones cada vez mais concorrencial. Mas as câmaras não são tudo e o Vivo X70 Pro+ não se deixou ficar por aqui.

Parece que foi ainda ontem que a Vivo lançou os seus X60. Não foi certamente ontem, mas foi há apenas 6 meses, em Janeiro, e o novo X70 Pro+ é um enorme passo em frente que traz melhorias significativas sobre o seu antecessor. A primeira novidade é o Snapdragon 888+ que substitui o 888 da versão anterior, para uma performance superior não obstante, principalmente emparelhado com um máximo de 12GB de RAM LPDDR5 e 256GB ou 512GB de armazenamento UFS 3.1.. A autonomia recebe um boost com a bateria a subir para os 4500mAh com carregamento de 55W, mas há uma adição importante no figura de carregamento wireless de 50W.

Mas o Vivo X70 Pro+ é, mais do que performance, uma besta multimédia, que recebe um novo e muito ambicioso ecrã. Maior e melhor, é um painel Samsung E5 AMOLED LTPO com taxa de atualização variável de 1Hz a 120Hz, além de uma taxa de amostragem de 300Hz. Recebe uma resolução muito superior, de 1440 x 3200 e tem suporte HDR. Talvez mais significativamente, consome menos 25% de energia que os painéis E4.

Portanto, eis-nos nas câmaras, o ponto fulcral do Vivo X70 Pro+. A parceria com a ZEISS deu-nos mais um setup muito interessante com lentes ZEISS T* e um vidro de baixa dispersão desenvolvido pela especialista Alemã em ótica. A ajudar a qualidade da ZEISS, a Vivo desenhou o seu próprio processador de imagem, seguindo o exemplo da Google, e o objetivo do V1 será correr algoritmos de tratamento de imagem com maior eficiência energética e com resultados finais aprimorados.

O que o V1 conseguirá fazer, só o saberemos mais à frente, mas terá ao seu dispor um departamento fotográfico muito interessante que inclui um sensor Samsung GN1 de 50MP, uma ultragrande angular com estabilização por gimbal de 48MP e depois duas câmaras zoom, uma de 125mm (zoom 5X) e um sensor de 8MP, e uma câmara de 12mm para retratos com distância focal de 50mm.

O ambicioso Vivo X70 Pro+ estará disponível ainda este mês na China, por um preço que começa aproximadamente nos €720 para a versão com 8GB de RAM e 256GB de armazenamento interno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here