A HMD Global anunciou hoje o Nokia 8.1 numa cerimónia nos Emirados Árabes Unidos, palco que a Nokia tem preferido desde o seu renascimento. O dispositivo deverá chegar ao mercado Europeu a 14 de Janeiro por um preço de €399 que nos dá acesso a algumas especificações muito catitas.

Em primeiro lugar, o Nokia 8.1 não é um sucessor para o Nokia 8, mas para o Nokia 7 Plus, num caminho por parte da HMD em direcção a um portefólio menos confuso. Isto é só a superfície. Sob esta – mais exactamente sob o vidro do ecrã, encontramos resolução 2K (2160×1440) e padrão HDR10 para dar aquele nível extra aos conteúdos multimédia. Neste preço, não encontramos estas características com frequência.

Entretanto, o processador Snapdragon 710 substitui o 660 e vem munido de 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno. Outro ponto no hardware que oferece excelente valor para o preço é a presença de uma câmara dupla de 12MP f/1.8 estabilizada opticamente, coadjuvada por um sensor de 13MP para os retratos, enquanto as selfies são servidas por uma câmara de 20MP. O Bothie marca mais uma vez presença.

Quanto à bateria, temos ao nosso dispor uma bateria de 3500mAh com carregamento rápido de 18W, que me parece neste momento ser um valor muito interessante. Finalmente, o Nokia 8.1 faz parte do programa Android One como é regra na Nokia e chegará com o Android Pie de fábrica, com a interface quase pura que caracteriza a marca Finlandesa.

O Nokia 8.1 é um equipamento com um design bonito e a aposta da HMD Global num ecrã avançado é certamente uma opção muito interessante e diferenciadora. As marcas tendem a concentrar-se no processador, mas os serviços de streaming são cada vez mais importantes e o ecrã é um elemento chave nesta era. Não obstante, as restantes especificações são igualmente atraentes, por isso quem quer um Nokia 8.1?

Janeiro parece distante demais…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here