A obtenção de foco mais rápido e fiável, mesmo em condições adversas, tem sido das grandes corridas no mundo mobile, ainda que os utilizadores nem se apercebam disso. Esta corrida vê-se na qualidade das imagens finais e pode ser bem silenciosa, mas com o seu novo sensor OCL, a Sony reinventa o modo como os pixéis são utilizados para obter o foco, conseguindo focar mais depressa e melhor.

Ora, este parágrafo misterioso refere-se ao Sony IMX686, o revolucionário sensor de 64MP incluído no Redmi K30. A Xiaomi andou a dizer-nos que era o primeiro sensor de alta resolução do mundo, e não sabíamos bem porquê, já que temos sensores de 108MP. A Xiaomi tinha, no entanto, razão, já que o Sony IMX686 possui uma inovação que promete mudar o mercado.

A Sony chama-lhe On Chip Lens (OCL) e remete-nos para o modo como a luz chega aos fotodíodos sensíveis à luz em cada pixel. No caso do IMX686 falamos de um sensor Quad Pixel, o que é o mesmo que dizer que quatro pixéis contíguos têm a mesma cor no filtro Bayer. Usualmente, para cada pixel receber luz, possui sobre si mesmo uma lente minúscula e até agora não havia outra possibilidade, efetivamente porque cada pixel tem desvios próprios na sua sensibilidade à luz.CG_2x2

A Sony diz ter solucionado esse problema com um novo sensor de estrutura optimizada e nova tecnologia de processamento de sinal. Isto permitiu à Sony colocar uma única lente sobre cada quatro pixéis, eliminando a necessidade de pixéis dedicados ao foco.

A alteração significa que deixamos de ter pixéis dedicados ao foco de deteção de fases, que são pixéis que não contribuem para a imagem final, pelo que devem ser espaçados de forma a não comprometerem a qualidade desta. Pior, como o alinhamento de fases é feito na horizontal, os atuais sistemas de foco por deteção de fases é sensível a linhas verticais, mas altamente ineficaz a focar padrões horizontais.

Na solução 2×2 OCL da Sony, todos os pixéis são pixéis de imagem e todos são pixéis de foco, conseguindo o sensor detetar diferenças de fase pixel a pixel para aumentar a velocidade do foco significativamente. E como as fases são alinhas na vertical e horizontal, o foco já não depende dos padrões visíveis no ecrã.

CG_2x2

O foco torna-se não só exacto, como mais rápido, bastando comparar o primeiro vídeo com o método tradicional no segundo.

A tecnologia permite HDR em tempo real e filmagem em baixa luminosidade, e ainda converte o padrão Quad Bayer em pixéis individuais para fotografias de maior resolução.

A Sony parece ter em mãos algo muito interessante, prometendo dar ao Redmi K30 um grande  conjunto de trunfos fotográficos que não podemos esperar para ver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here