Em notch, em módulo pop-up, ou mesmo num módulo posicionável como no recente ASUS Zenfone 7, as câmaras frontais são um mal necessário e ninguém quer saber que lá estão exceto quando as usa. Por isso, escondê-las de facto é o caminho, e a ZTE é a primeira a chegar ao mercado com uma solução de câmara fotográfica sob o ecrã, com o ZTE Axon 20 5G.

Há um peso enorme no nome Axon. A ZTE já foi das mais promissoras e inovadoras marcas Chinesas antes de cair nas más-graças do governo Americano por furar o embargo ao Irão. Mas, com alguns passos sólidos, o fabricante tem vindo a recuperar algum fôlego e hoje oficializa o primeiro smartphone do mundo com câmara sob o ecrã, pelo menos em termos de um produto fabricado em série.

O ZTE Axon 20 5G esconde então a sua câmara atrás do painel OLED de 6.92 polegadas de resolução FHD+ com profundidade de cor de 10 bits e cobertura de 100% do espaço de cor DCI-P3. Tem ainda uma taxa de atualização de 90Hz e, claro, e claro, muitos truques para funcionar com uma câmara frontal. Afinal, fotografar através da matriz de um ecrã não é fácil e a ZTE não deixou de realçar os desafios e as soluções para conseguir chegar ao mercado em primeiro, sem comprometer a qualidade.

O ecrã parece ser de um tipo especial de maior transparência que inclui películas orgânicas e inorgânicas que permitem mais luz na câmara, com um padrão especial nos pixéis e circuitos miniaturizados especiais que pretendem homogeneizar a performance do ecrã e da câmara e minimizar a interferência entre ambos.

Além deste avanço tecnológico, o Axon 20 5G é um smartphone muito sólido que se caracteriza por um design ultrafino de apenas 7.98mm de espessura e 198g de peso. Por dentro desta carapaça muito delgada encontramos ainda assim um potente Snapdragon 765G acompanhado de 6Gb ou 8GB de RAM e 128GB ou 256GB de armazenamento interno. Claro que, sendo um smartphone 5G, a conectividade é um foco e a ZTE foi mais longe que muitos, integrando 12 antenas no desenho para uma cobertura de 360º. O fabricante terá mesmo criado um algoritmo próprio para melhorar a alternância entre redes para minimizar quebras no serviço, alternando instantaneamente entre redes 5G nos dois cartões.

A bateria é uma unidade de 4220mAh com Quick Charge 4+ a 30W, o que não está nada mau para um smartphone tão fino.

Voltando ao exterior, o painel traseiro não se destaca por aí além dos designs mais correntes de smartphones, com um módulo retangular que aloja 4 câmaras. A ZTE diz-nos que utilizou um vidro 3D de elevada dureza com dez camadas, utilizando um processo em vácuo para criar uma estrutura cheia de efeitos.

Do ponto de vista prático, as câmaras são potencialmente o mais importante. Aqui encontramos uma unidade de 64MP, uma unidade ultragrande angular de 8MP com 120º de ângulo de visão, uma câmara macro de 2MP e um sensor de profundidade de 2MP.

O ZTE Axon 20 5G começa a ser vendido a 10 de Setembro na China, encontrando-se já em pré-encomenda por um preço que começa perto dos €300.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here