Este ano a OnePlus deu-lhe com tudo com o lançamento do OnePlus 7 Pro, um verdadeiro flagship em direito próprio, mas a consequência foi que o OnePlus 7 é fundamentalmente um OnePlus 6T com colunas estéreo e um processador melhorado.

Por outras palavras, se quiserem um verdadeiro upgrade para o vosso OnePlus 6T com meio ano, o OnePlus 7 Pro é a resposta certa, e o OnePlus 7 não parece justificar a mudança, a não ser que coloquem importância naquilo que traz para a mesa e felizmente não estamos mal nesse campo, já que para mim (e outros) as colunas áudio são fundamentais num equipamento deste preço e sem dúvida uma consideração. Depois temos a óbvia vantagem do Snapdragon 855 que será mais potente e eficiente que o Snapdragon 845 do OnePlus 6T. As opções de memória são as mesmas, com 6 ou 8GB de RAM e 128/256GB de armazenamento interno, mas com uma mudança fundamental: as memórias são agora mais rápidas, do padrão UFS 3.0.

Vemos uma alteração profunda nas câmaras principais também, já que o OnePlus 7 aposta na mesma câmara de 48MP do OnePlus 7 Pro e junta-lhe uma câmara de 16MP ultragrande angular, substituindo as câmaras duplas de 16MP do OnePlus 6T. A câmara selfie, entretanto, mantém-se nos mesmos 16MP.

De resto, os dois smartphones são tão idênticos que será fácil confundi-los: ambos utilizam o mesmo ecrã AMOLED de 6.4 polegadas com notch em gota de água e leitor biométrico incluído, e a mesma bateria de 3700mAh com carregamento rápido, enquanto o Pro recorre ao novo Warp Charge. Ambos mantêm a mesma construção básica em alumínio e vidro, sem certificação IP (mas será isso um problema?) ou jack de áudio.

Então qual vale a pena?

Caso a OnePlus mantenha a disponibilidade do OnePlus 6T, o preço reduzido irá torná-lo um negócio muito apetecível no campeonato das especificações vs preço, e o OnePlus 7 poderá eclipsar-se.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para um verdadeiro upgrade, mesmo pagando bem mais, o OnePlus 7 Pro é o efectivo smartphone que vão querer. O OnePlus 7 apresenta ainda assim mudanças de relevo no campo da fotografia e do áudio, embora seja difícil dizer que notaremos real diferença com as novas memórias e processador. Não é, portanto, um upgrade tão grande quanto o Samsung Galaxy S10e sobre o S9, por exemplo, e fica a sensação de que a OnePlus não desenvolveu aqui tantos esforços quanto poderia.

Ponderem o OnePlus 7 apenas se vierem de uma geração mais velha da OnePlus e quiserem manter-se num segmento claramente intermédio, sem gastarem demasiado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here