As câmaras fotográficas são, hoje em dia, um ponto de máxima importância para os utilizadores e todas as marcas que querem chegar ao topo querem certificar-se que têm as melhores câmaras no mercado. A Oppo não anunciou parcerias com nomes como Zeiss, Leica ou Hasselblad. No entanto, colocou as câmaras fotográficas no centro do seu novo topo de gama, o Oppo Find X3 Pro e foi um ponto mais longe do que a concorrência, equipando-o com uma câmara microscópica. Mais do que um gimmick, esta câmara é algo de impressionante, mas os truques não acabam aí. O Oppo Find X3 Pro parece ter todos os argumentos para lutar no topo do campeonato da fotografia mobile. Será?

Uma introdução às câmaras do Oppo Find X3 Pro

O Oppo Find X3 Pro chega com um total de 4 câmaras no painel traseiro, além de uma câmara de 32MP no ecrã. A Oppo rompeu aqui o molde, ao oferecer para a ultragrande angular a mesma resolução da câmara principal, ou 50MP, o que permitirá, em teoria, oferecer nas imagens panorâmicas uma qualidade muito semelhante à da câmara principal, o que não é exatamente a norma.

As câmaras possuem funcionalidades avançadas também de vídeo, com 4K a 60fps estabilizado eletronicamente, com possibilidade de captura HDR e profundidade de cor de 10 bits.

  • Câmara principal de 50MP 26mm f/1.8 com OIS e PDAF
  • Ultragrande Angular de 50MP 16mm f/2.2
  • Teleobjetiva de 13MP 50mm f/2.4 com OIS e zoom óptico de 2X
  • Microscópica de 3 MP f/3.0

À frente há ainda uma câmara de 32MP f/2.4 26mm.

Uma app substancialmente completa

Uma app completa pode ser o segredo para uma experiência fotográfica muito satisfatória, mesmo que para muitos a simplicidade seja rainha e o modo automático seja suficiente. As marcas implementaram por isso vários algoritmos de inteligência artificial para obterem o melhor resultado em qualquer situação. A Oppo também o fez, com resultados que me parecem fantásticos. Mas, antes disso, olhemos para a app com mais detalhe.

A app fotográfica da Oppo tem muitas opções, entre as mais típicas e as mais surpreendentes. Tem, como é óbvio, um modo profissional, ou “perito”, que nos permite ajustar diversos parâmetros manuais para um toque mais pessoal e, pessoalmente, fiquei algo desiludido por não encontrar a possibilidade de escolher entre diversos métodos de fotometria, uma definição que altera significativamente o resultado fotográfico conforme seja matricial, pontual ou ponderada ao centro.

No sentido contrário, é excelente ver que o Oppo nos deixa capturar imagens com profundidade de cor de 10 bits em formato HEIF, formato RAW para edição mais agressiva à frente e – surpresa – a espiral dourada é incluída nos auxiliares de composição.

O modo de filme é igualmente surpreendente. A Oppo oferece-nos uma gama completa de controlos que permitem ativar vídeo HDR ou LOG com ampla gama dinâmica, ao mesmo tempo que disponibiliza controlos para ajuste em tempo real da temperatura de cor, foco, ISO, compensação de exposição, velocidade do obturador e mesmo um histograma RGB em tempo real. Melhor, só tendo o histograma na captura fotográfica, mas compreendo que não tenha sido incluído porque tipicamente gastam uma enormidade de bateria.

Bom, tudo isto em acréscimo aos modos de fotografia mais típicos como time lapse, retrato, digitalizador de texto, vista dupla com câmaras traseiras e frontais ao mesmo tempo, pelo que tudo somado o Oppo Find X3 Pro mobiliza uma app digna de um flagship.

Rei dos céus azuis

Em condições de luz diurna, as câmaras do Oppo Find X3 Pro dão cartas. Os detalhes são bem recordados e a gama dinâmica é irrepreensível, captando muitas nuances leves nas zonas mais iluminadas, em vez de as queimar. Talvez não notem à primeira, mas um ícone no ecrã da app fotográfica permite ligar a inteligência artificial para identificar cenários específicos. Os resultados são notórios, aumentando a intensidade dos verdes em relvados, cirando tons mais mornos nos jardins, e preservando muito bem os céus azuis. Só por vezes o HDR exagerará um pouco os contrastes e saturações no céu.

Fotografias durante o dia podem parecem fáceis, mas ao final do dia, disparar contra o sol é sempre um grande não-não. Claro que, como qualquer fotógrafo sabe, é mesmo nestas alturas em que as sombras e as luzes são mais atraentes, portanto o aventureiro em mim apontou ao sol com toda a coragem e o Oppo tratou do resto com grande elegância.

Com isto quero dizer que o Oppo Find X3 Pro consegue reduzir o clarão do sol de frente, reproduzindo céus dramáticos com tons na sua maior parte muito naturais, mas não negligencia os primeiros planos que ficam muito bem recortados, com agradáveis cores de final de dia. Só em poucas ocasiões o céu acabou demasiado dramático pelo efeito do HDR, mas no geral o Oppo passa com distinção e oferece das melhores fotografias nestas condições muito difíceis. O tratamento das arestas em edifícios não me parece exagerado por comparação a algumas marcas. Ao analisar os rebordos, as aberrações cromáticas devidas a este pós-tratamento do jpeg não são fáceis de notar. Pessoalmente, diria que o Oppo Find X3 Pro tem uma filosofia de imagem perfeitamente urbana que se presta à conversão monocromática para um punch extra.

Por outro lado, se gostam de paisagens mais abertas, o Oppo Find X3 Pro tem outro jogo de bola. Quando a maior parte da concorrência recorre a sensores de menor resolução, a Oppo aposta na mesma resolução de 50MP para as imagens panorâmicas. Os 50MP são extremamente úteis para captar todo o detalhe extra atirado para o sensor por estes 110º de ângulo de visão, resultando em imagens com uma qualidade equiparável às obtidas pelo sensor principal.

Os detalhes são nítidos e a gama dinâmica ampla, com vegetação bem delineada e boa imagem à medida que nos aproximamos dos cantos sempre propensos a aberrações intensas. Um ponto importante é que a Oppo conseguiu muito claramente fazer algo extremamente raro, que é consistência de detalhes e tons entre a câmara principal e a ultragrande angular. Se olharem para a galeria abaixo conseguem perceber isto mesmo: a fotografia na passadeira é tirada da câmara principal, a fotografia com a cerca colorida à esquerda é obtida com a ultragrande angular, e os tons são geralmente iguais, apesar de condições de luminosidade diferentes.

Notem que a Oppo equipou a câmara ultragrande angular com 6 elementos, incluindo ópticas free form e revestimento anti-reflexo. O resultado aqui é óbvio, e a distorção em barril típica das ultragrandes angulares é muito minimizada, se bem que é possível ver como os detalhes são puxados notoriamente em direção aos cantos.

Near, far, wherever you are…

Agora que a leio, sinto-me mal por ter feito esta piada, mas a verdade é que a fiz e tenho de a usar. Portanto, do perto ao longe, o Oppo Find X3 Pro é um smartphone que nos permite ver algo que vai desde o distante indistinto ao mais pequeno e quase invisível ao olho nu.

Câmara microscópica: muito mais do que um gimmick

A câmara microscópica é talvez a peça mais única no Oppo Find X3 Pro, mas não pensem que é apenas um gimmick. A Oppo pensou muito bem na coisa e equipou a câmara com o seu próprio flash circular, fundamental para conseguirmos imagens bem iluminadas a 1mm do nosso pequeno microcosmos.

Esta é a primeira geração de um tipo de câmara com muito potencial e com muito a melhorar, como é óbvio. A câmara microscópica leva algum tempo até nos habituarmos a ela, com a sua profundidade de campo muito pequena, típico de um microscópio ao qual não podemos pedir para manter dentro de foco um plano muito profundo. Isto traduz-se em resultados muito melhores quando fotografemos algo plano, e exige ainda um controlo muito firme das mãos, algo que eu de certeza não tenho.

Os resultados, no entanto, estão apenas limitados pela nossa imaginação.

Bom sim, é assim um ecrã OLED.

O mundo que nos rodeia tem detalhes impressionantes dos quais não temos noção até olharmos através desta câmara e os resultados por vezes algo abstratos podem ser muito atraentes em si mesmos. No mínimo, as imagens permitem-nos saciar a curiosidade sobre as pequenas coisas do nosso munto, dando outra beleza a estes detalhes discretos.

Espero francamente que este tipo de câmaras se torne mais potente e normal. Esqueçamos a mera fotografia. Pensemos no potencial científico e médico, no tipo de imagens que podemos captar e enviar a um médico para análise daquele sinal estranho que nos apareceu na pele.

Fotografia macro bem feita

Portanto, o Oppo Find X3 Pro tem uma câmara microscópica. E a câmara macro? As macro são maioritariamente um gimmick na maior parte dos smartphones, que para isso usam sensores de 2MP que têm como única vantagem pode ser aproximado de uma flor, um inseto.

O Oppo Find X3 Pro vai por um caminho mais ponderado, recorrendo à sua própria câmara ultragrande angular, ativando-se o modo macro partir do momento em que nos aproximamos dos objetos, embora com foco a 4cm não se aproxime tanto quanto algumas macro dedicadas. Graças à resolução de sobra deste sensor, a vantagem da Oppo está na resolução pura, já que as macro são efetivas fotografias de 12MP, com muito detalhe para ser apreciado e isso mais do que compensa a necessidade de nos posicionarmos algo mais longe.

Por vezes a lente macro não se ativa automaticamente e seria melhor termos um modo de ativação manual. O truque é, na maioria dos casos, aproximar a câmara e tocar no ecrã para forçar o foco a curta distância.

Zoom muito utilizável

Mesmo utilizável. O zoom óptico está disponível em incrementos de 2X (óptico) e 5X (híbrido) com um simples toque e, a partir daí podemos ir até um zoom digital que chega a 20 ampliações. Não esperem fazer arte com esta ampliação máxima, o que não é de todo expectável em qualquer smartphone, mas o Oppo Find X3 Pro encaixa muito bem o zoom máximo, devolvendo detalhes suficientes para os objetos serem bem distintos. Um gatilho rápido pode ser essencial, já que o foco luta um pouco a estas distâncias extremas.

Se nos ficarmos pelas duas distâncias mais curtas ganhamos em muito no detalhe e na composição, com a vista mais fechada de uma distância focal maior a parecer mais interessante para retratos (prefiram sempre os 50mm) e planos que ganham com o fecho do ângulo de visão, mais do que com o próprio zoom. As imagens com zoom 2x são certamente as melhores, embora aquelas captadas a 5X sejam surpreendentemente boas, apesar do epíteto de “híbrido”.

Usem o zoom sem medo de perder em detalhe ou reprodução de cor.

O nível de detalhe captado é meritório em qualquer uma das distâncias e mostra bem as vantagens de termos câmaras zoom dedicadas, por comparação a um zoom puramente digital. Entretanto, a elevada resolução da câmara principal permite que o zoom digital tenha pixéis suficientes para resultados muito interessantes. Uma das minhas imagens favoritas é mesmo aquela abaixo que ficou algo abstrata e que não é nada mais do que uma velha parede a apanhar sol, refletida no chão molhado.

Ao mesmo tempo, também no zoom os detalhes são bem recortados. Um certo sharpening é mais notório, mas mesmo assim não é exagerado em objetos tão difíceis de agarrar como a agulheta da fotografia abaixo. Muito bom.

As imagens zoom podem tipicamente ficar rodeadas de halos nas arestas. O Oppo Find X3 Pro controla este fenómeno muito bem.

Veredito

A Oppo não se aliou a um grande nome da fotografia para o seu Oppo Find X3 Pro, mas trilhar este caminho sem truques de marketing não resultou mal para a marca. A fazer um caminho meteórico na conquista do mercado, as câmaras do Oppo Find X3 Pro colocam-no claramente no caminho daqueles para quem a fotografia de qualidade é um fator de decisão.

As câmaras principais são estupendas e a combinação de grande angular, ultragrande angular, zoom e microscópica fornece uma polivalência única no mercado. A consistência entre grande e ultragrande angular é impressionante, as cores são naturais e a gama dinâmica é irrepreensível. Durante o dia, o Oppo Find X3 Pro cria imagens com tons realistas, detalhes bem recortados, mesmo no caso de vegetação, e francamente limpas, sem ruído apreciável e pixéis muito orgânicos. As câmaras saem-se particularmente bem em situações de elevado contraste com luz por trás do objeto que deixariam outros smartphones apeados: tudo somado, quando o sol nasce, o Oppo Find X3 Pro é praticamente uma garantia de excelentes fotografias.

Voltaremos ao Oppo Find X3 Pro para a segunda parte desta análise, onde abordaremos a fotografia noturna e o vídeo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here