Quando pensamos no que os nossos smartphones podem fazer, eles podem na verdade fazer imensas coisas mais ou menos úteis, do entretenimento mais insignificante à gestão da nossa vida profissional.

Mas dar-nos um pré-aviso de terramoto? Essa é uma funcionalidade que a Xiaomi integra nos seus smartphones desde 2019. Esta implementação no mercado Chinês representou quase uma década de trabalho com o Chengdu High-tech Disaster Mitigation Institute e permite notificar o utilizador da chegada iminente de um sismo, graças à receção de um alerta emitido por uma entidade parceira, a Care-Life. Desta forma, o utilizador pode ser alertado para o perigo até algumas dezenas de segundos antes das ondas de choque chegarem até si, dando-lhe segundos preciosos para se proteger.

Agora, a Xiaomi quer ir mais longe, e pretende que os seus smartphones nao só alertem os utilizadores da iminência de um sismo, mas que sirvam também de rede de monitorização destes eventos cataclismicos.

A implementação transcende o software e utilizará novos sensores em conjunto com inteligência artificial, o que permitirá detetar pequenos movimentos e perceber se foram ou não resultado de um sismo. Com milhares, senão milhões de Xiaomi a detetarem o sismo ao mesmo tempo, fica criada uma rede capaz de recolher mais dados sobre o evento, caracterizá-lo e descobrir o seu epicentro, com todo o potencial que isso tem para ajudar as populações e evitar mortes.

Claro que, como muitos avanços tecnológicos de hoje em dia, não parece que a tecnologia saia da China tão cedo, mas o seu potencial é muito importante para países e regiões propensas a fenómenos sísmicos. Mas, para quem vive na China, dentro da MIUI 12.5 começará a aparecer uma opção Earthquake Early Warning para quem quiser participar no programa de desenvolvimento desta funcionalidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here