hdr

Todas as atenções podem ir para os polivalente Moto G6 e para o modular Moto Z3 Play, mas os budget Moto E5 e Moto E5 Plus têm todo o direito de receber a atenção dos utilizadores. O Moto E5 Plus, em particular, oferece um conjunto extremamente bem equilibrado de especificações e esconde com um talento raro o segmento de preço a que pertence. A bateria de 5000mAh é apenas a cereja no topo do bolo deste dispositivo que promete uma autonomia de 2 dias.

Este design não é budget 

O Moto E5 Plus é inteiramente feito de plástico, mas vocês nunca o imaginariam ao olhar para o dispositivo. De facto, este será o melhor acabamento que já vimos feito em plástico, com uma moldura cromada e um painel traseiro altamente polido sobre o qual encontramos linhas concêntricas que causam reflexos interessantes e apanham a luz de um modo muito dinâmico à medida que manuseamos o dispositivo.

O módulo fotográfico destaca-se como em todos os Motorola, mas a melhor parte é mesmo o leitor biométrico com a asa de morcego da Motorola logo abaixo. A localização é adequada, tal como a das teclas de volume e bloqueio na lateral, nenhuma colocando qualquer problema a nível da ergonomia.

À frente, o ecrã apresenta 6 polegadas HD+ com formato 18:9 caracterizado pelos cantos arredondados tão em voga actualmente. O painel parece de boa qualidade, com boa reprodução de detalhes e cores, mas o interessante é que possui rebordos razoáveis e está em linha com o que encontramos no Moto G6 Plus, apesar da diferença de preços. Os dois dispositivos têm de facto sensivelmente as mesmas dimensões.

De resto, o Moto E5 Plus recupera muito do design do seu primo mais caro e surpreende pelos acabamentos de elevado nível. A Motorola transformou os acabamentos em plástico numa verdadeira arte com o Moto E5 Plus.

Hardware focado na autonomia

A principal diferença entre o Moto E5 Plus e o Moto G6 Plus é o corte significativo no processador. Aqui, a Motorola oferece-nos o Snapdragon 425, um quad-core com quatro Cortex A53 a 1,53GHz, com 2GB de RAM e 16GB de armazenamento. Estes são valores algo curtos, mas pensados para quem quer um smartphone elegante sem compromissos no design, sem no entanto possuir grandes exigências em termos de hardware. Uma versão com 3GB de RAM e 32GB de armazenamento interno está igualmente disponível para quem quiser mais folga.

Para a fotografia, o Moto E5 Plus oferece aos utilizadores uma câmara de 12MP f/2.0 e pixéis relativamente grandes de 1.25 micrómetros. à frente, uma câmara de 5MP com flash faz a festa para as selfies.

Mas o grande destaque irá para os 5000mAh da bateria. O valor é alto e, face ao ecrã de baixa resolução e chip contido, será de facto expectável que a bateria aguente um dia inteiro de trabalho, isto pelos meus padrões pessoais que geralmente testam ao máximo as melhores esperanças das marcas quanto a autonomia. Ainda mais importante, a bateria possui carregamento rápido de 15W, ou seria um verdadeiro terror carregar tamanha capacidade.

Como expectável, o imperativo budget do E5 Plus significa alguma concessões, como a ausência de NFC ou a porta microUSB, mas também temos de abdicar do Bluetooth 5 e do Dolby Audio, pelo que os audiófilos ficam avisados.

Interface

Temos ao nosso dispor o Android Oreo, o que é sempre bom, com um Android puro sem sinais de bloatware. Ao nosso dispor temos no entanto o Microsoft Outlook e a Moto App, com sugestões para acções e a configuração do Moto Ecrã, onde podem ser apresentadas notificações e as horas. Como o leitor de impressões digitais foi colocado na face traseira, não temos acesso à navegação por gestos e as teclas de navegação virtuais não podem ser omitidas, o que é uma pena.

No entanto, o Moto E5 Plus oferece-nos algumas possibilidades de configuração do ecrã quanto às cores e estilo de ecrã, para quem preferir algo mais vívido ou neutro.

Expectativas

O que podemos obter por €172.90? Claramente algumas coisas. Para manter o seu preço extremamente atraente, o Moto E5 Plus aposta num processador económico, mas dá-nos em troca uma bateria que será interessante para utilizadores intensos. Ainda mais importante, o design é inquestionavelmente extraordinário pela sua complexidade neste segmento de preço, onde o design geralmente fica no banco de trás de qualquer dispositivo e mesmo os melhores procuram minimizar os custos.

Mas a Motorola sabe desenhar smartphones bonitos e elegantes que não se confundem com nenhuma outra marca e é bom ver que o consegue fazer mesmo quando não pede muito dinheiro por eles. Se isso é importante, então o Moto E5 Plus parece mais premium que muitos smartphones que custam muito mais.

DEIXE UMA RESPOSTA