Está à procura de um smartphone interessante abaixo dos €300? A nossa proposta de hoje é o Hisense Infinity H12, um smartphone que chega com uma impressionante aposta em detalhes modernos, mesmo de por vezes à custa da comodidade do utilizador. Neste segmento de preço, temos por vezes que viver com concessões que não consideramos aceitáveis, mas a Hisense tem desde logo o mérito de conseguir fazer neste segmento de preço um smartphone muito interessante e com características merecedoras de atenção mais detalhada.

Tem um belo design

Os tons dourados podem estar algo fora de moda, mas com a sua moldura dourada a tender para o rosa e o painel traseiro de vidro num pérola-rosado, o Hisense Infinity H12 é simplesmente bonito. Com as arestas arredondadas, é igualmente confortável e ergonómico e se bem que é algo derivativo do design dos iPhone, o seu look é pelo menos contemporâneo.

À frente, o ecrã de 6.19 polegadas com resolução HD+ tem um rebordo inferior amplo, mas os restantes são geralmente controlados e o notch tem dimensões igualmente razoáveis, não existindo dúvidas de que este terminal tem uma concepção contemporânea. Na mão, atrai atenção e faz bem aos olhos, pelo que se o design é importante, o H12 será uma consideração a ter.

Porta USB-C com OTG

Um detalhe importante a levar em consideração é que o Hisense H12 opta por uma porta USB-C para carregamento e esta porta é altamente conveniente, ao ser reversível. Embora muitos dispositivos apostem ainda no microUSB, a utilização do USB-C é pelo menos uma certeza de que o Hisense será compatível com periféricos futuros. A porta tem ainda o extra de ser OTG.

Boa performance e bons detalhes

A propulsionar o Hisense H12 temos o conceituado Snapdragon 450. O chip não é topo de gama, nem muito moderno, mas estará perto da performance do Snapdragon 625. O octa-core de 14nm é servido por generosos 4GB de RAM e 32GB de armazenamento interno expansível, pelo que não ficarão facilmente sem memória para multitasking. Uma câmara de 12MP emparelhada com outra de 5MP e uma câmara frontal de 16MP são uma oferta bastante interessante no segmento e ao nível dos detalhes contamos ainda com uma tecla extra configurável para acesso rápido a apps ou acções.

Uma caixa repleta de ofertas

Se nesta gama de preço não costumamos ter muito em termos de hardware, ainda temos menos em termos de conteúdos da caixa. Mas, se são pessoas simples que querem comprar um smartphone e não ter de pensar em mais nada, então os conteúdos da caixa do Hisense Infinity H12 farão as suas delícias.

A marca inclui desde logo um protector de ecrã, mas também uma capa em silicone para evitar que alguns arranhões manchem a beleza deste terminal. Entretanto, encontramos igualmente o expectável carregador, mas também auscultadores e um conversor USB-jack áudio. Sim, porque o Hisense não tem jack de 3.5mm, mas pelo menos a marca não nos deixou completamente ao frio. Tudo isto significa que têm dentro desta caixa tudo o que precisam para hoje abrirem o H12 e amanhã estarem com ele no bolso a trabalhar em pleno em direcção ao trabalho.

Onde está o jack áudio?

A Hisense tentou fazer um smartphone de aspecto extremamente moderno com o H12 e isso é inquestionável. Mas há um ponto onde pode ter ido longe demais e esse ponto é a remoção do jack áudio, forçando a utilização exclusiva de auscultadores bluetooth, ou então recorrendo ao conversor que a marca inclui na caixa e que não é de todo cómodo (neste ou qualquer outro smartphone). Não vejo motivo para o desaparecimento do jack áudio neste segmento de preço, mas este detalhe poderá não ser impeditivo para vós.

Falta algo para ser um equipamento completo

O Hisense Infinity H12 é um smartphone com muito para oferecer, mas não está isento de omissões que podem levar-nos a pensar duas vezes. Típico nas marcas Chinesas, o H12 não contém tecnologia NFC, o que será um problema para os pagamentos contactless, e também não inclui rádio, nem luz de notificações, o que será um problema para muitos, que poderão não se dar conta de solicitações perdidas.

A presença de um carregamento anémico para este segmento de preço é uma omissão importante em 2019, caso sejamos utilizadores intensos e queiramos um smartphone que nos coloque a bateria em alta sem termos de esperar muito. Os 3500mAh de capacidade são atraentes, mas não tanto as mais de duas horas para carga completa.

O Hisense Infinity H12 mobiliza a sua elegância e design para atrair os utilizadores para quem o look é importante. No entanto, chega num segmento de mercado cada vez mais concorrido e que não pára de se mover em frente. Será que o Hisense Infinity H12 tem os argumentos suficientes para vencer? Descobriremos na nossa análise, fiquem atentos à nossa review.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here