Flagship killer: a expressão é amplamente utilizada no mundo mobile para designar aquele equipamento extremamente interessante do ponto de vista orçamental que mantém características de gama alta e que pode, por isso, rivalizar seriamente com equipamentos de gama alta pura. A expressão é mais frequentemente associada aos produtos da OnePlus, mas com o novo Pocophone F1, a Xiaomi quer revolucionar o conceito, e ficar com a coroa.

O Pocophone F1 foi amplamente publicitado ao longo das últimas semanas, e é agora finalmente oficial. Se bem que se diz que não se pode ter tudo, podemos certamente ter o melhor de dois mundos. Neste caso o preço, que começa perto dos €300, e o hardware de alta performance que chega dentro deste dispositivo para o tornar o smartphone mais barato com um Snapdragon 845 a bordo.

O processador é, além do mais, acompanhado de 6 ou 8GB de RAM e até 256GB de armazenamento interno, não sendo de todo questionável de que se trata efectivamente de um dispositivo de gama alta. Parece que a Xiaomi não cortou por atalhos no hardware e não só temos memórias UFS 2.1, como a RAM parece ser LPDDR4X.

Ainda mais surpreendentemente, o Pocophone F1 conta com um sensor frontal de infravermelhos com o que poderá proceder a um reconhecimento facial mais robusto que uma câmara tradicional. As especificações surpreendentes não acabam aqui, e encontramos ainda altifalantes estéreo, uma raridade neste segmento de preço.

E falando em câmaras, o Pocophone F1 coloca ao dispor do utilizador uma câmara de 12MP emparelhada com outra de 5MP, enquanto a câmara frontal é de 20MP, e este setup parece ser exactamente o mesmo do Xiaomi Mi 8 SE. De modo nada surpreendente, o Pocophone F1 possui um notch que aloja esta câmara principal e o iluminador IR, além do auscultador. O ecrã é uma unidade FHD+ de 6.18 polegadas.

Entretanto, a bateria é de 4000mAh, valor absolutamente louvável, tendo em conta que conta com Quick Charge 3, o que permitirá uma excelente autonomia e a possibilidade deste Pocophone ser muito atraente para clientes que procurem um smartphone profissional.

Se há uma concessão que a Xiaomi fez foi na construção. O Pocophone possui um design algo diferente dos Xiaomi de 2018, com as câmaras localizadas ao centro do painel traseiro. Mas, de forma a manter o preço controlado, a Xiaomi optou por uma construção predominantemente em plástico, com uma versão “Armoured” que possui painel traseiro em Kevlar (ou simulação), se bem que a moldura seja inteiramente em plástico.

Com este fabrico em plástico, o Pocophone define claramente um flagship killer, e temos que nos lembrar que a sua premissa é obter a melhor performance possível sem aumentar o preço, com o que o plástico é perfeitamente justificável. Para quem valorizar uma maior durabilidade, então o já mencionado Xiaomi Mi 8 SE será uma boa opção, se bem que não tão potente.

Com esta premissa em mente, o Pocophone F1 será um smartphone muito difícil de não desejar quando procuramos performance pura, ponto onde este equipamento será dificilmente alcançável por qualquer outro concorrente. De facto, o Pocophone F1 é tão imponente do ponto de vista do hardware que poderá canibalizar até as vendas do Mi 8.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here