Ontem, o dia não pertenceu apenas ao superlativo Xiaomi Mi 10 Ultra. Um outro Ultra subiu ao palco, na forma do Redm K30 Ultra e, respondendo à pergunta colocada no título: sim, muito provavelmente é.

Houve uma enorme hype em torno do OnePlus Nord, mesmo até ao dia do seu lançamento e, subitamente eis que temos um smartphone 5G fundamentalmente igual aos restantes, sem aquela mística OnePlus de que se as outras marcas não fazem melhor é porque não querem, mas a OnePlus quer e pode.

Bom, mas o que opõe a isto o Redmi K30 Ultra?

O Redmi K30 Ultra é derivado do Redmi K30 Ulta, mostrando um design que se confunde facilmente com este, mantendo mesmo o ecrã Super AMOLED de 6.67 polegadas com HDR10+, mas duplicando a taxa de atualização de 120Hz máximos, podendo o smartphone alternar entre este valor e 60Hz conforme as necessidades.

O departamento fotográfico fica igualmente intacto, com uma câmara selfie pop-up de 20MP, acompanhada de uma câmara principal de 64MP, uma ultragrande angular de 13MP, uma zoom de 5MP e um sensor de profundidade de 2MP.

Exatamente o que é que muda? A primeira novidade é o processador a bordo: o MediaTek Dimensity 1000+ substitui o Snapdragon 865, com grande vantagem para as tarefas de inteligência artificial, graças a uma APU de seis núcleos que permite ao K30 Ultra ser o melhor smartphone do momento em benchmarks de inteligência artificial.

Muda igualmente a bateria que passa de 4700mAh para os 4500, mas passa de carregamento de 30W para 33W.

A questão aqui é o preço. A versão com 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno custa cerca de €244 ao câmbio atual, enquanto a versão mais cara, com 8GB de RAM e 512GB de armazenamento interno, custa €330.

São valores muito atraentes por comparação ao atualmente pedido pelo OnePlus Nord, ainda que possamos antever aumentos com taxas e conversões, mas ficamos com uma boa noção de como permite apostar em melhores especificações o mero ato de trocar um processador da Qualcomm muito mais caro, por um MediaTek potencialmente igualmente bom ou melhor. É que, em todo o lado, as provas parecem indicar que o Dimensity 1000+ supera o Snapdragon 765 e quase chega ao patamar do 865.

A promessa do K30 Ultra é tão boa que não tem como falhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here