A semana passada, a Redmi anunciou o Redmi Note 7, um equipamento de gama média com muitas qualidades (e algumas omissões), marcando a separação entre Xiaomi e Redmi, com esta última a concentrar-se – aparentemente – na gama baixa. No entanto, para surpresa de todos, a Redmi poderá lançar mesmo um equipamento de gama alta com Snapdragon 855.

É o próprio Lei Jun quem o indica nos comentários da rede Weibo, apontando para um equipamento de gama alta com o melhor processador que a Qualcomm tem para oferecer. No entanto, embora as palavras de Lei Jun sejam lei, nada é revelado sobre este equipamento de gama alta, que poderá ter construção a condizer, mas poderá adoptar o caminho do Pocophone, capitalizando em performance, mas sacrificando a qualidade de alguns componentes e funcionalidades.

Com câmara de 48MP e Snapdragon 660, Redmi Note 7 é o novo monstro de €150

Tal como no caso do Pocophone, uma pedra no sapato do Mi 8 ao qual roubou inúmeras vendas, a Xiaomi terá problemas em vender dispositivos em mote próprio quando a Redmi os oferecerá a preços substancialmente menores, pelo que é óbvio que a Redmi terá de comprometer em alguns detalhes. Com Oppo, Vivo e OnePlus a competirem entre si já que fazem parte do mesmo conglomerado e a Huawei a competir com a Honor, este método de trabalho é comum no mercado Chinês e tem como resultado uma certa saturação do mercado que dificulta a concorrência de marcas menores.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here