Um empuxo para a frente, um movimento para trás. Um deslize lateral, uma pirueta de 180°. O pó desaparece do chão a cada movimento deste bailado inesperado que é o Dyson Omni-Glide, dançando na ponta dos nossos dedos com as escovas suaves a descreverem desenhos sobre o soalho num raio de viragem incrivelmente pequeno. Usar um Omni-Glide não é como usar mais nenhum aspirador.

Ao lançar o aspirador Omni-Glide, a Dyson apelidou-o de “novo conceito” e é-o a vários níveis. Será a primeira grande reformulação de um aspirador desde que a Dyson inventou os primeiros cordless verticais, e tem soluções de engenharia que são absolutamente fabulosas na sua enganadora simplicidade. Quem já experimentou um Dyson consegue reconhecer este feeling: parece tudo tão simples, mas funciona tão bem.

Quando experimentei o Omni-Glide por uns minutos no seu lançamento, percebi logo detalhes como o surpreendente equilíbrio do motor e punho que se equilibram com um dedo, ou a ampla movimentação oferecida por uma engenharia muito hábil. Quando pude realmente experimentá-lo, a excitação deu lugar à surpresa e o Dyson Omni-Glide é simplesmente o aspirador mais cómodo de utilizar que já experimentei. Não digo o mais potente, o de maior capacidade, ou mesmo o mais polivalente. Mas é o mais cómodo por uma longa margem, porque não é tanto apenas mais um aspirador, mas sim o corolário da própria Dyson: há um problema? Há uma solução.

O problema são os recantos apertados, os armários baixos, os pequenos acidentes que precisam de uma resposta rápida. A solução é o Dyson Omni-Glide e, por diversas razões, aspirar a casa, afinal, pode ser uma bela dança.

Dyson Omni-Glide: um new concept na aspiração

Podemos pensar que já está tudo por inventar na aspiração do lar, e a Dyson é um pouco responsável por pensarmos isso. Mas os engenheiros da Dyson foram agora mais longe e criaram um aspirador com o equilíbrio de uma Katana e a agilidade nas rótulas de uma ginasta Romena.

O Omni-Glide é acima de tudo um Dyson que concentra todas as tecnologias da marca num perfil mais fino.

O Dyson Omni-Glide adota as principais tecnologias dos Dyson, incluindo o motor Hyperdymium, a criação de mini furacões para separação do lixo e os filtros avançados, mas levou a miniaturização muito mais longe. Mais do que isso, os componentes foram redispostos para resolverem desafios muito específicos, como a aspiração em esquinas apertadas onde as escovas tradicionais geralmente não chegam, ou os espaços entre móveis e paredes, e ainda os espaços entre o mobiliário e o chão.

O Dyson Omni-Glide não esquece os acessórios.

Para isso, a Dyson desenhou um estilete pontiagudo e disposto totalmente longitudinalmente. O famoso punho com gatilho desapareceu e deu origem a um novo punho onde encaixa a bateria e colocado na vertical do filtro (na sua continuidade, na verdade), que aloja a bateria e um botão para ligar e desligar, além de um botão turbo para obtermos uma aspiração mais potente em caso de necessidade. A ideia é que, pela forma como vamos utilizar este aspirador, não será sempre fácil estar a pressionar um botão para o manter ligado. E resulta.

Um botão On/Off é fundamental na liberdade de movimentos do Omni-Glide.

Com a bateria colocada numa extremidade, o Omni-Glide é irrepreensivelmente equilibrado e podemos balançá-lo na mão. Tubos e acessórios acrescentam algum peso, claro, mas o centro de gravidade do dispositivo é um dos grandes segredos para a sua agilidade.

Com um peso de 1.8Kg, o Dyson Omni-Glide é igualmente apreciavelmente leve, afirmando-se como ideal para quem tem problemas de mobilidade, não só para quem tem casas apertadas.

O mais delgado dos Dyson é um estilete leve e ágil.

Entretanto, a Dyson inclui diversos acessórios na caixa, como vem sendo o seu hábito. Além da cabeça omnidirecional, contamos com uma escova motorizada e ainda duas cabeças para aspirar mobiliário diverso e estofos, incluindo uma composta com o bico para os cantos e uma escova desmontável.

A revolucionária escova flutuante

A cabeça Omni-Glide do novo Dyson Omni-Glide é uma proeza de engenharia em si mesma, merecendo todo um capítulo próprio nesta nossa análise.

A pequena cabeça é inconfundível, ao reunir dois rolos fluffy contra-rotativos fundamentais para a sua função de aspirar a 360º, em vez de termos de manter sempre o rolo alinhado com a direção de investida da aspiração, já que uma questão conhecida nos aspiradores com escova rotativa é que aspiram significativamente melhor quando o rolo avança, do que quando recua. Neste caso não faz diferença, e a aspiração é eficiente em qualquer direção.

A escova multi-direcional vira sobre si própria e aspira em qualquer direção.

Entre estas escovas, a Dyson colocou quatro pequenas rodas 360º que mantêm as escovas à distância certa do chão para o contacto certo com a superfície de aspiração e ao mesmo tempo para auxiliar a rotação da cabeça sobre o seu pivô, permitindo-lhe efetivamente rodar 360º para aspirarmos em qualquer direção com uma simples rodar do pulso. As escovas fluffy escondem ainda outro segredo, na forma de fibras de carbono para descarregar a eletricidade estática que, de outro modo catapultaria partículas para longe.

Não é fácil encontrar este tipo de agilidade fora da Alunos de Apolo.

Na prática, na passagem da fluffy dupla pelo chão, o Dyson Omni-Glide tem a atuação mais suave que alguma vez experimentei. Os solavancos nas madeiras e tijoleiras sentem-se muito amortecidos. A rigidez dos tubos dos aspiradores frequentemente transmite as vibrações dos movimentos até ao nosso pulso, contribuindo para fadiga adicional, mas no caso do Omni-Glide podem sentir como se ele estivesse a patinar sobre a superfície.

Num aspirador tradicional como o Dyson V11, é preciso empurrar e puxar a escova num vaivém repetitivo, o que não acontece aqui porque o mínimo gesto faz todo o aspirador dançar com uma facilidade inusitada. O mais peculiar é que os movimentos são muito mais suaves quando o aspirador está ligado e de forma acidental ou com a sua ingenuidade usual, os engenheiros da Dyson talvez estejam a usar aqui uma física muito sagaz. Passo a explicar.

Isto é a escova fluffy omnidirecional do Omni-Glide. Com as duas escovas fluffy contra-rotativas a anularem-se quanto ao aspirador puxar em uma direção específica, e as quatro rodinhas a manterem as escovas muito ligeiramente acima do chão, notarão que, graças a este sistema, há entre as escovas uma “caverna” com ar circulante, limitada lateralmente pelas cintas de fibras de cada lado. Uma espécie de hovercraft.

E isto é um Ekranoplan A-90 Orlyonok, uma engenhosa máquina dos tempos Soviéticos que se deslocava a centenas de Km/h a meros metros da superfície da água graças a um efeito chamado “efeito solo” quando é gerado um “colchão” de ar comprimido entre uma superfície e o solo, empurrando a superfície para cima.

Ekranoplan A90 Orlyonok, um veículo de “efeito de solo”

Em qualquer um dos casos, a deslocação de ar é feita para o interior de uma área delimitada (a “caverna” no Dyson, as asas com pontões no Ecranoplan) que gera um colchão de ar suficientemente forte para “levitar ambos”. Quando ligamos o Dyson, o ar puxado para as escovas parece de algum modo contrariar o peso do aspirador no chão, permitindo-lhe deslizar com esta suavidade acrescida. Experimentem e sentirão claramente como a agilidade aumenta com o motor ligado.

Fazendo o resumo, a agilidade da cabeça Omni-Glide é soberba e a sua utilização surpreendentemente confortável.

Ágil de usar e de manter

O Dyson Omni-Glide tem o tamanho certo entre os aspiradores de tamanho normal, como o Dyson V11, e os pequenos aspiradores de mão. Ao miniaturizar a arquitetura dos seus irmãos maiores, o Omni-Glide chega a um excelente compromisso de polivalência e facilidade de utilização. Ele pode tão facilmente aspirar uma divisão inteira, quanto aspirar um acidente rápido: aquele tipo de derrames de lixo que nos enfadam exageradamente quando temos que ir buscar o aspirador maior.

As suas dimensões muito compactas, concentradas longitudinalmente, tornam-no um bom aspirador não só para casa, mas também para o automóvel, onde a facilidade de colocar e remover o tubo e as extremidades nos permite chegar a qualquer canto dos estofos ou da mala com esforço minimizado.

Nunca foi tão fácil aspirar debaixo de uma cama baixa sem bater com o aspirador em todo o lado.

O depósito é decididamente pequeno e encherá facilmente numa utilização de trinta minutos, mas é tão fácil de limpar quanto qualquer Dyson, bastando soltar a escotilha na extremidade e fazer deslizar o depósito ao longo do veio. Uma segunda patilha permite depois soltar rapidamente toda a peça para uma limpeza mais profunda.

E se limpeza profunda é o que querem, desta feita não só é possível remover e lavar o filtro superior, como os rolos da escova Omni-Glide também podem ser lavados na máquina de lavar para uma manutenção mais aprofundada. A cabeça em si é um excelente exemplo de desenho de manutenção fácil, com componentes que se podem remover para fazer uma manutenção deforma muito fácil.

Um especialista para soalhos duros

Além da cabeça Omni-Glide, o Dyson tem apenas uma pequena escova motorizada para podermos aspirar carpetes e alguns acolchoados, sem cabeças de aspiração vocacionadas para grandes superfícies de tecido, o que significa que este não é decididamente um Dyson todo-o-terreno.

A potência desta escova motorizada é marcadamente inferior à da equivalente no V11, com mais tendência para se deixar abrandar por obstáculos e superfícies mais resistentes, pelo que para as tarefas mais pesadas continuarão a querer os V11 e V15, com as suas cabeças torque que fazem milagres em tapetes e carpetes. É diferente, claro, se falarmos do alcatifado de um automóvel, onde as ferramentas disponibilizadas são mais do que suficientes para mantermos o habitáculo num brinco.

Em todos os cenários, o Dyson Omni-Glide é um especialista dos soalhos duros, onde o seu poder de sucção menos expressivo que o dos seus irmãos maiores é amplamente coadjuvado pela arquitetura genial da cabeça com escovas duplas, capaz de capturar detritos sem começar a disparar partículas em múltiplas direções. Grãos de areia de gatos, mesmo os maiores, são canja para o Dyson que coloca o chão num brinco sem qualquer esforço.

Limpeza fácil dos estofos e móveis

Se pretendem aspirar rapidamente prateleiras e estofos, desde que não necessitem de uma limpeza bruta em profundidade, onde um imparável como o Dyson V15 seria obrigatório, o Dyson Omni-Glide é extremamente eficiente.

A combinação entre a pequena escova motorizada e o seu tamanho reduzido é muito cómoda para aspirar o sofá regularmente e rapidamente, as cadeiras da sala e mesmo os móveis, trocando aqui a cabeça motorizada pelo tubo ou pela boca com cerdas. É certamente mais cómodo aspirar os livros e as prateleiras apertadas, os beirais das janelas e calhas dos estores com este aspirador que com um equipamento de tamanho normal, por um lado porque é realmente mais leve, por outro porque o botão On/Off no lugar do gatilho realmente ajudam a manobrar o Dyson nestas situações.

Já a diferença que a escova motorizada faz é visível, bastando uns minutos para ter tudo num brinco para as visitas ou para limpar os estofos do carro.

As dimensões do Omni-Glide tornan-no ideal para a manutenção dos estofos.

O seu único ponto mais débil é que não tem a mesma torque da cabeça normal do V15 e, como já disse, tem mais tendência a ser abrandada se pressionamos demais contra um acolchoado. O positivo disto é que será menos agressiva nos revestimentos dos colchões que podem ser fragilizados pela escova maior.

Um Dyson para danças rápidas

Não só em dimensões, o Omni-Glide também é compacto em autonomia. A bateria é boa para cerca de 20 minutos, dependendo se estamos a utilizar uma das escovas motorizadas ou não, enquanto o modo de aspiração turbo reduz o tempo disponível para menos de 10 minutos. Na minha experiência, equilibrar bem a cabeça Omni-Glide com as extensões sem motor permite extrair uns 30 minutos de utilização, o que não é extraordinário, mas é bastante consistente com o espírito do Dyson.

Na prática, traduz-se em limpar todo o quarto de casal demasiado estreito para manobrar lá o V15, incluindo aspirar o pó no mobiliário, um passo que repito no mobiliário da sala e escritório. De seguida, utilizo-o para aspirar os recantos da cozinha, debaixo dos móveis apertados e no canto dos felinos após mudar a caixa. Chega perfeitamente e a carga dura-me para as pequenas limpezas do resto da semana.

A ausência de um indicador de carga é certamente um tema a levantar. Ou então estou simplesmente mimado pelos Dyson de tamanho normal, que me indicam quanto tempo tenho de operação pela frente e, portanto não foram nem uma nem duas vezes que me deixei apanhar pelo Omni-Glide sem carga a meio de uma limpeza. É obviamente um problema de gestão de minha parte, mas o mostrador não seria má ideia.

Do lado positivo, a Dyson volta a apostar em baterias amovíveis, pelo que nada nos impede de comprar uma segunda bateria que pode ser facilmente carregada no suporte enquanto utilizamos a outra, colocando um fim a qualquer entrave.

Conclusão: aspiração com inspiração

Vá, viram o que fiz ali? Um trocadilho. Mas há mais realidade do que trocadilhos no meu jogo de palavras, porque o Dyson Omni-Glide foi claramente um momento de grande inspiração para Sir James Dyson e para os seus engenheiros. Que não tenhamos um indicador de carga restante ou lhe falte alguma potência são apenas notas de rodapé, face a todas as geniais ideias que este compacto aspirador oferece para o seu utilizador.

Falo obviamente da já muito repetida capacidade para se intrometer em cada canto zona difícil sem forçar o pulso ou as costas, aspirando com igual agilidade topos de móveis de mesas onde o seu tamanho compacto lhe confere uma grande destreza ao mesmo tempo cobre uma área muito superior à de um mini aspirador. Há aqui ideias soberbas, como a disposição longitudinal do punho e a irrepreensível escova Omni-Glide, com a sua utilização confortável e capacidade para aspirar em qualquer direção sem cuspir detritos como os rolos geralmente fazem. O resultado é inqualificavelmente confortável, manuseando-se na ponta dos dedos como a varinha mágica de um ilusionista, e facilmente encontramos aqui o aspirador mais confortável que alguam vez pudemos usar.

Por isso, também a inspiração é omnidirecional. Não apenas estava a Dyson inspirada, como essa inspiração acaba por passar para nós, utilizadores. Afinal, pequenas migalhas e detritos ocasionais são agora muito mais fáceis de combater e eliminar sem esforço. O Omni-Glide agarra-se e arruma-se em segundos e está no tamanho certo entre os mini-aspiradores e os dispositivos de grande volume como o V15. Bem inserido nesse meio-caminho, o Dyson Omni-Glide é um aspirador que oferece paz de espírito e reação rápida.

O Dyson Omni-Glide está disponível nos principais parceiros da Dyson, mas também em Dyson.pt com envio gratuito para todo o país.

REVIEW GERAL
Pontuação Global
9.5
Fotografia, tecnologia, ciência: investigar escrever é uma paixão. Nas horas vagas, a caminho do trabalho ou de casa, cada minuto conta para descobrir e divulgar algo novo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here