A indústria tecnológica tem recebido algumas indicações de que a Samsung estará aberta a subcontratar algum do fabrico de componentes dos seus smartphones a fabricantes Chinesas como forma de contenção de custos e, particularmente, para ter uma cadeia de produção mais perto de um dos seus maiores mercados em potência, a China. É neste prisma que o primeiro ecrã Infinity O será fabricado pela Chinesa BOE, para o Samsung Galaxy A8s.

A BOE pode ser uma desconhecida para muitos, mas é um fabricante emergente de painéis LCD e OLED, cujo cliente mais notável neste momento será sem dúvida a Huawei com o Huawei Mate 20 Pro, cujo ecrã tem – de resto – recebido críticas muito positivas.

No entanto, para o Galaxy A8s, a Samsung deverá escolher um painel IPS LCD, potencialmente por questões relacionadas com o custo inferior destes ecrãs, o que não deixa de ser surpreendente, tendo em conta que se tratará de um ecrã Infinity U. Ou seja, a câmara frontal estará escondida atrás da matriz de pixéis, sendo visível através de uma perfuração, o que é certamente mais fácil de conseguir com um ecrã OLED.

Este recorte deverá ter um diâmetro de 6,7mm, o que gerará um lábio superior bastante óbvio quando tivermos que omitir a câmara, mas a Samsung poderá reduzir a perfuração para simples 3mm no futuro. Conforme as informações mais recentes (sujeitas a confirmação), este recorte será no canto superior esquerdo (via Slashleaks):

O Samsung Galaxy A8s deverá ser oficializado em Janeiro com um Snapdragon 710 e 3000mAh de bateria. Quando for anunciado, será o primeiro de um profundo repensar da postura da Samsung no segmento de gama média, apostando em maior inovação e preços competitivos face à concorrência Chinesa cada vez mais importante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here