Nunca uma geração se fotografou tanto a fazer tão pouco. A frase tem uma autoria mal determinada, mas é justa para definir o actual mundo da fotografia mobile, com a moda das selfies a comprometer ergonomia, design e funcionalidade apenas pela moda de tirarmos fotografias a nós próprios em qualquer situação banal. O notch tem sido uma das consequências dessa moda, mas com o anúncio do Nubia X, a Nubia mostrou que continua a ser uma das marcas mais inovadoras e corajosas no mundo Android.

O Nubia X não tem câmaras selfie, nem precisa, porque para as selfies contamos com as duas câmaras principais, uma unidade de 16MP f/1.8 e uma unidade de 24MP f/1.7, que podem ser utilizadas para auto-retratos com o auxílio do ecrã secundário de 5.1 polegadas e resolução HD+. Portanto, uma solução inteligente que não compromete o design.

À frente, o Nubia X conta com um ecrã OLED bem maior de rebordos reduzidos, com 6.26 polegadas e resolução FHD+, com um rácio de 93.6% de ecrã activo. Ambos os ecrãs são 19:9 e complementam-se de modo muito inteligente. Por exemplo, podemos virar o Nubia X de pernas para o ar, e o conteúdo do ecrã principal passa para o ecrã secundário. Entretanto, quando jogamos, podemos utilizar o ecrã principal para visualizar os conteúdos, enquanto o segundo ecrã nos permite aceder a comandos extra e menus, o que significa que deixamos de contar apenas com os polegares.

O design é interessante, com curvatura nos quatro quadrantes para o painel traseiro, enquanto o vidro frontal parece ter apenas vidro 2.5. Já sob o capô, o Nubia X é equipado com o Snapdragon 845 com um máximo de 8GB de RAM e 256GB de armazenamento interno. O dispositivo é moderno e não passa ao lado de comodidades como NFC, Bluetooth 5.0 ou carregamento rápido de 18W. Com dois ecrãs, não há muito por onde o calor escapar, e a Nubia optou por incluir uma solução de refrigeração com grapheno, para garantir que o dispositivo não aquece sob cargas elevadas.

Ora, não obstante estes dois ecrãs, a Nubia conseguiu encaixar ali uma bateria de 3,800mAh, um valor bastante generoso e que se compara favoravelmente com outros equipamentos de gama alta.

Detalhe importante, a Nubia inclui dois leitores biométricos nas laterais, para que o leitor esteja sempre disponível, não importa qual ecrã utilizemos.

Na sua versão base, com 6GB de RAM e 64GB de armazenamento interno, o Nubia X custará menos de €500, tornando-se um concorrente interessante para OnePlus 6T ou mesmo para Xiaomi Mi Mix 3 e Honor Magic 2, que abordam a questão bezel-less de modo muito diferente. Nestes dois casos, as marcas recorreram a desenho de slider, com duas metades deslizantes, enquanto a solução da Nubia lhe permite ter um ecrã sem interrupções e rebordos mínimos, sem os inconvenientes de partes móveis.

O desenho da Nubia não é isento de problemas, claro: a presença de um segundo ecrã não é particularmente amiga da utilização de uma capa protectora generalista, e deixar o telemóvel cair significa a possibilidade de ter que comprar dois ecrãs, não apenas um.

Mas, tudo somado, o Nubia X é pelo menos um smartphone pensado fora da caixa, com soluções inovadoras e a vontade de não ser igual a nenhum outro. É o tipo de smartphone que eu consigo admirar.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here