A Sony revelou um sensor fotográfico móvel de novo tipo, capaz de cadências de transmissão de dados, graças à integração de um chip DRAM no próprio sensor.

Geralmente, os sensores possuem duas camadas, uma com os chamados pixéis (ou fotodíodos), outra com os circuitos propriamente ditos. A estas duas camadas, a Sony juntou um chip DRAM integrado que serve de buffer para a informação gerada pelo sensor.

Este chip permite uma leitura extremamente rápida dos dados, especificamente 1/120 de segundo para uma imagem de 19.3MP. Como o vídeo em Full HD tem na prática 2MP, a capacidade de leitura é astronómica para os padrões atuais, permitindo ao sensor atingir uma cadência de 1000fps.

São mil frames por segundo, o que significa câmara ultra lenta, como no vídeo que aqui reproduzimos:

Com esta cadência de captura de imagens, as captadas durante o vídeo podem ser tratadas com algoritmos que eliminam a deformação provocada pela filmagem de objectos a alta velocidade. Por exemplo, o fenómeno de postes de iluminação inclinados quando são filmados a partir um veículo em movimento.

A inclusão do chip terá ainda uma segunda vantagem, no sentido em que separa as duas camadas de circuitos e reduz o ruído electrónico causado por qualquer interferência. Em teoria, isto significa menos dados aberrantes nas imagens e um produto final de maior qualidade.

A informação disponível não aponta para uma chegada breve ao mercado, mas o sensor agora revelado mostra bem o caminho que a Sony está a seguir para o futuro próximo das câmaras fotográficas móveis.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here