O mito pode estar quase a tornar-se realidade e, a acreditarmos nos renders que agora nos chegam às mãos, a Microsoft pode finalmente chegar ao mercado com um novo dispositivo móvel, com características verdadeiramente revolucionários. Podemos chamar-lhe Surface Phone, um termo que tem mantido os internautas sequiosos de notícias há mais de um ano, mas este pode nem ser o seu nome final, mas numa altura em que todos falam de smartphones dobráveis, este tablet dobrável da Microsoft captou-nos a atenção.

Uma história antiga

O Surface Phone adquiriu ao longo de 2016 e 2017 um estatuto semi-mítico, à medida que íamos perdendo os Lumia e os sonhos de um Windows Mobile com presença de mercado e evolução garantida. Em boa verdade, a gama Lumia e o Windows Mobile estavam condenados a partir do momento em que Satya Nadella subiu ao leme da Microsoft. O CEO foi peremptório na sua oposição a Balmer e à aquisição da Nokia e não escondeu o seu desinteresse pelo Windows Mobile.

Mas, ao longo do último ano nunca deixou de falar no “smartphone definitivo”, um smartphone que não pareceria um smartphone. De facto, não é a primeira vez que esta abordagem é vista por parte da Microsoft. Se voltarmos a Junho de 2017 poderemos ver que a ideia anda a germinar há algum tempo. Por então, alguém colocou online um vídeo prontamente retirado que mostrava dois dispositivos, o Slavonia e o Peking, com um teclado integrado e uma stylus.

Durante algum tempo pensou-se mesmo que os dispositivos já estivessem em produção na Pegatron, China, mas as notícias morreram depressa. Agora, com renders e uma patente muito clara, poderemos estar finalmente perto de um Surface Phone, ou algo bem diferente.

O sonho começou em 2008

Os melhor informados poderão lembrar-se do malfadado Microsoft Courier, um projecto que remonta a 2008 e que consistia de dois grandes ecrãs que podiam dobrar-se como uma capa normal. O dispositivo não terá jamais chegado a sair da fase de protótipo, fase em que se encontraria hipoteticamente quando foi revelado em 2009 porque vamos ser francos: há 8 anos a tecnologia simplesmente não estava pronta para este dispositivo. Muito menos o Windows.

Por então, o Microsoft Courier necessitava de uma stylus para interacção com os seus painéis, mas só recentemente a Microsoft tem conseguido sérios avanços na escrita com este tipo de dispositivos com o Ink. Complementarmente, a chegada da arquitectura ARM aos dispositivos com Windows dá a este projecto outro alento que significa maior duração da bateria, e uma performance bastante aceitável em paralelo. Um Snapdragon 845 seria mesmo o chip ideal para um dispositivo deste género, sem refrigeração activa.

A patente que agora é descoberta recorda sem dúvida o Courier, numa forma muito actualizada e muito mais prática.

Um Surface Phone, um tablet, um portátil

A patente que tem andado a circular na Internet mostra um dispositivo com duas metades unidas por uma dobradiça magnética que permite dispor o dispositivo como um tablet ou dobrá-lo na forma de um smartphone, daí a crença de que se poderá tratar do Surface Phone.

Disposto em forma de L, o tablet permitirá que uma das metades seja utilizada como um teclado normal num qualquer computador, de forma a podermos teclar regularmente e compor textos mais complexos. Em suma, para podermos utilizar o equipamento como um Surface regular. Mas o que é interessante é que, quando fechado o Surface com os ecrãs para o interior, os ecrãs mostram-se como wrap around e ficam visíveis ao longo de uma pequena faixa lateral do equipamento onde poderão mostrar notificações e outras funcionalidades.

Sistema operativo modular

A escolha óbvia para o sistema operativo seria o Windows 10, mas o óbvio nem sempre é o acertado. O dispositivos poderá mesmo correr o Windows 10, mas existem os que são partidários da teoria de que o sistema operativo será o Windows Core OS, um derivado do Windows 10 e do Andromeda OS, cuja característica principal será ser modular.

Esta modularidade significaria uma grande flexibilidade para as OEM que poderiam escolher como montar o sistema operativo com mais ou menos funcionalidades.

Game changer

Enquanto LG e Samsung têm sido as principais mencionadas na saga dos smartphones dobráveis, a Microsoft surge agora quase na recta final com um equipamento repleto de boas ideias e eminentemente prático. Em vez de apostar na tecnologia pela tecnologia, sem função clara, o suposto Surface Phone – ou Andromeda – faz sentido e mostra onde é que os dispositivos dobráveis podem ter real potencial.

As más notícias é que não temos como saber quando este dispositivo chegará ao mercado, mas fiquem atentos e estaremos na linha da frente das notícias.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here