Ainda estamos a alguns meses da oficialização do Snapdragon 865, mas os detalhes começam a revelar-se sobre o futuro processador de topo da Qualcomm, depois de veicularmos que a Samsung parece ter agarrado o fabrico deste processador de 7nm. Agora, via Roland Quandt, parece que o chip terá duas versões, algo que já não será totalmente novidade, tendo sido pela primeira vez afirmado ainda no início de Maio.

Segundo o Alemão, uma das versões será a Huracan, a outra será a Kona (ou Kauai, certo Hyundai?). Parece que a ilha Havaiana é francamente apetecível, mas a maior parte dos que não falam Português nem se dará conta das conotações do nome. Seja como for, Quandt diz-nos que a principal diferença entre as duas versões será que uma possuirá um modem 5G integrado, enquanto a outra se limitará a um modem LTE. Em 2020 a rede 5G ainda estará longe de se generalizar e esta diferenciação faz todo o sentido.

O chip tem o nome interno de SM8250 e é quase certo que chegará no início de 2020, muito provavelmente a bordo do Samsung Galaxy S11, ou não fosse a Samsung a fabricante eleita. O mesmo aconteceu com o Snapdragon 845, enquanto o Snapdragon 855 fabricado pela TSMC foi francamente uma confusão, com metade das marcas do mundo a atropelarem-se pela fama de serem as primeiras com chip. Consequentemente, houve os primeiros smartphones anunciados, os primeiros a chegar ao mercado, os primeiros a chegar à Europa, os primeiros com 5G certificada, os primeiros… vocês compreendem.

Ainda é cedo para percebermos o que o Snapdragon 865 poderá trazer para o mercado, mas um aumento de potência vs eficiência energética será mais do que expectável. Mas terá novas tecnologias, fora o suporte 5G?

Teremos que aguardar ainda um pouco mais, até sabermos com certeza até onde irá a Qualcomm inovar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here