O OnePlus 7 Pro só será lançado em 15 dias, mas parece as notícias não vão parar de surgir todos os dias, chegando-nos desta vez a primeira análise à capacidade das suas câmaras triplas, levada a cabo pela publicação Wired. No papel, o OnePlus 7 Pro é um monstro fotográfico. Quanto aos resultados, fiquei com sérias dúvidas de que seja capaz de competir com os melhores do campeonato.

A fotografia do OnePlus 7 Pro fica a cargo de câmaras promissoras, como uma unidade de 48MP, coadjuvada por uma câmara de 8MP f/2.4 para zoom, e uma câmara ultragrande Angular de 16MP. As câmaras de grande resolução estão na moda, mas as câmaras de 48MP ainda têm muito que provar. As suas vantagens incluem a capacidade para captar detalhe extra, pela mera saturação de pixéis, mas também a interligação destes pixéis para criação de imagens de 12MP com melhor gama dinâmica e capacidades em baixa luminosidade. Efectivamente, a câmara de 48MP não permite tirar fotografias na resolução máxima, o que é comum a outras implementações, utilizando os pixéis adjacentes para melhorar a imagem.

Algo que a wired destaca é a melhoria do HDR, mas é precisamente aqui que eu não entendo bem onde existe razão para glorificações. Os samples da publicação mostram claramente defeitos típicos do HDR exagerado, nomeadamente o halo mais claro no céu em torno dos objectos. Porquanto seja impecável o modo como o smartphone equilibra os escuros e as luzes, os halos mostram que há muito por onde melhorar.

A publicação aponta para algo que considero positivo, mas outros poderão discordar: o OnePlus prefere preservar detalhes nas sombras, à custa de mais ruído. A vantagem é que as sombras não terão tanto aspeto de aguarela, nem serão significativamente menos detalhadas que as zonas bem expostas, um problema desagradável em muitos algoritmos de tratamento.

À noite, a Wired destaca os bons resultados, com melhorias gerais face ao OnePlus 6T, e também fica claro que o OnePlus 7 Pro tem zoom 3X e é excelente, embora talvez não tão nítido quanto a Huawei conseguiu nos Huawei P30.

Mas necessitará a OnePlus de ser tão boa quanto a Huawei ou a Samsung? Embora o OnePlus 7 Pro esteja condenado a ser o mais caro OnePlus de sempre, poderá cortar mais de €200 ao Huawei P30 Pro, e muitos utilizadores poderão que as câmaras oferecem excelente valor face aos concorrentes. Acima de tudo, o OnePlus 7 Pro é um salto em frente para a OnePlus, com o novo zoom óptico puro, e a Wired não deixa de destacar que a unidade que testaram ainda não será a de produção. Portanto, todas as reservas que possa ter neste momento podem dissipar-se mal tenhamos uma versão final.

 

Podem ver a totalidade das conclusões da wired neste link.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here