Depois de fugas de informação ténues e mesmo um email interno que a TekGenius veiculou, o Surface Phone parecia prestes a irromper no mercado como um equipamento revolucionário. Mas, depois de todo o furor, parece que o Andromeda está na verdade congelado no seu desenvolvimento, e pode nunca ver a luz do dia.

Se bem que eu próprio concluo o artigo desta manhã com a ressalva de que um dispositivo deste género poderia sempre sofrer alguns atrasos ou nem chegar a ver a luz do dia. Foi uma tentativa de resfriar os ânimos que, na verdade, não tinha conhecimento de quão grave era a situação: tudo somado o projecto Andromeda pode jamais ver a luz do dia.

Aparentemente, os problemas são múltiplos, a começar pelo sistema operativo Andromeda ainda não estar pronto para integração no Windows 10 e todas as API que tinham sido entretanto detectadas, acabarão por não chegar à versão final que permitiria a inclusão de um equipamento dobrável do estilo que o Surface Phone supostamente seria.

Mas o pior é que a Microsoft terá simplesmente concluído que o Surface Phone poderia não ser um grande sucesso de vendas, por falta de procura para um equipamento tão estranho e revolucionário. É um problema que mais nenhuma marca parece ter: Huawei ou Samsung, sem falar de praticamente todas as restantes marcas mobile, parecem ter um equipamentos prestes a sair ao mercado em 2019. A Microsoft, entretanto, além de mostrar nos últimos anos uma completa apatia no desenvolvimento de equipamentos mobile concorrenciais, continua a não ter realmente interesse nos dispositivos móveis, além de poder estar algo escaldada com o tremendo insucesso que foi a aquisição da Nokia e toda a gestão da questão Lumia.

As fontes da ZDNet deixam no entanto a porta aberta para que a Microsoft volte a apostar num equipamento semelhante ao Andromeda, algures no futuro, quando a tecnologia e o sistema operativo estiverem mais maduros.

Um prego no caixão

Um dos grandes problemas dos Lumia foi a completa falta de pulso sobre as comunicações feitas para o exterior. Ninguém na Microsoft pareceu interessado em fazer destes equipamentos um sucesso, controlando as vozes que anunciavam o último Lumia, antes dele ter sequer saído.

As fontes da ZDNet – quem quer que sejam – com estas novas informações, acabam de pregar um tremendo prego no caixão do Surface Phone. Caso o Galaxy X chegue mesmo ao mercado e seja anunciado no início de 2019, com outros equipamentos a seguir-lhe, o Surface Phone é um morto à nascença, pois ninguém quererá esperar pelo equipamento, com todas as informações contraditórias. Ninguém esperará pelo que pode nunca acontecer. A própria Microsoft pode ter condenado o Andromeda ao fracasso neste preciso momento.

E ainda assim tenho que me considerar um céptico dos ecrãs dobráveis. O que trarão em funcionalidade, face ao que significam em risco e durabilidade, pode simplesmente não compensar. Mas o público é soberano nestas questões e decidirá: a Microsoft parece não acreditar que a decisão seja proveitosa para si.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here