Por €500 não se fazem milagres, nem se pode ter tudo. A maioria dos smartphones deste segmento é fabricada em plástico para capitalizar em especificações como um processador mais potente. O TCL 10 Pro, que recebeu de minha parte uma apreciação muito elevada, foi por um caminho oposto, mostrando-se conservador na capacidade de processamento em troca de uma construção em alumínio e vidro. Mas, esta construção não é apenas bonita, é igualmente prática, como mostra o severo teste a que o smartphone foi submetido por Zack Nelson, do canal JerryRigEverything.

No teste de resistência, o TCL 10 Pro foi pressionado até se dobrar ligeiramente, mas não estalou nem se desfez em pedaços, mostrando que a razão pela qual pagamos €500 por um smartphone de construção em metal e vidro não é apenas pela beleza e pelo premium, mas também tem uma utilidade prática que marca a diferença entre um investimento e dinheiro deitado fora por um azar.

O TCL 10 Pro compara-se em termos de preço com equipamentos como o OnePlus Nord, recentemente revelado. O equipamento da OnePlus é impressionante e chega com um processador muito mais poderoso. No entanto, num teste semelhante, o Nord não resistiu à pressão e o ecrã acabou por falhar depois da moldura rachar. É claro que poucas pessoas passarão por situações frequentes capazes de causar danos extensos ao smartphone, e num quotidiano regular os utilizadores mais cautelosos poderão nem notar diferenças.

Irá a resistência do TLC 10 Pro salvá-lo de todos os abusos? Certamente não, mas a questão fica no ar: queremos €500 que durem, ou €500 partidos?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here