Como proverbiais moscas, praticamente nenhuma marca no mundo do Android deixou de adoptar o notch popularizado pelo iPhone X em pelo menos um dos seus dispositivos, escapando somente Sony, Samsung e Motorola (até agora), se bem que com pouco ganho para mostrar a virtude das suas opções. Mas um notch é apenas o início, e já se vislumbram dispositivos com dois entalhes, quiçá mais: e porque não um notch em cada quadrante? Ou vários? A Google viu a possibilidade, viu o perigo e deliberou: só pode haver apenas um notch.

Ou pelo menos um em cada extremidade, portanto um no topo, outro na base. Foi esta a informação que a Google deu às OEM antes que a fúria do notch se descontrolasse e víssemos entalhes a proliferar como vírus.

O problema para a Google é que se muitas marcas viram o notch como uma solução técnica interessante para aumentar a área útil do ecrã, inúmeras marcas limitaram-se a entalar um quisto no meio do ecrã sem qualquer contemplação pelo ajuste das notificações e conteúdos do ecrã. Nada disto contribui positivamente para o Android como um sistema operativo de bom nome ou com uma experiência de utilização agradável, pelo que a Google forneceu instruções muito claras:

Na orientação de retrato, a barra de estado deve abarcar pelo menos a altura/profundidade do entalhe.

Em modo de paisagem, toda a área do recorte deve estar coberta com uma letterbox

Deste modo, a Google impede os entalhes de desformatar o ecrã ou se sobreporem a conteúdos. Até aqui tudo bem, mas a Google estipulou que não poderemos ver um notch nas laterais do ecrã ou mais do que um notch por por extremidade.

Porquê? Porque na guerra pela diferenciação, não sabemos que pode uma marca inventar para tentar mostrar valor acrescentado, acabando por criar problemas de exibição de conteúdos e incompatibilidades com apps. Porquanto os mais recentes SDK Android permitem simular entalhes encostados ao canto, ainda não vimos tal entalhe, se bem que algumas fugas de informação apontavam este preciso esquema no Xiaomi Mi Mix 2S, pelo que tudo é possível.

Não obstante os esforços da Google para impedir abusos, o que não faltam são forks de Android e se alguém pensar que pode enfiar quatro entalhes num smartphone por alguma razão, irá fazer isso mesmo. Os deuses nos ajudem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here