Os smartphones de gaming são um gosto adquirido. Na verdade, jogar pode acontecer em qualquer smartphone, e muitos pensarão até se vale a pena termos um smartphone especializado em jogos. Com a oficialização hoje do Lenovo Legion Phone Duel 2 (ou Lenovo Legion 2 Pro) a Lenovo não coloca a fasquia mais alto para o que é um smartphone de gaming, como cria um dispositivo móvel que nunca se aproximou tanto do que é uma consola portátil, oferecendo um conjunto amplo de ferramentas que lhe são únicas, incluindo uma ventoinha incorporada

Um smartphone ou uma consola?

Há smartphones de gaming, e há o Lenovo Legion. Todas as marcas, à sua maneira, procuram dar aos seus equipamentos de gaming um conjunto de vantagens e especializações. No entanto, fica claro que ninguém o fez tão bem quanto a Lenovo que equipou o Phone Duel 2 com quatro botões virtuais para utilização como um controlador de consola, e mesmo a sua própria ventoinha (ou ventoinhas na verdade, sendo uma para puxar ar, a outra para o expelir).

O Lenovo Legion Phone Duel 2 é, de facto, um dos primeiros smartphones em todo o mundo a optar por incluir uma ventoinha física como um qualquer computador, em vez de criar um add-on externo. A solução é elegante e fascinante: uma ventoinha puxa ar para dentro do smartphone sobre o dissipador e o ar quente é ventilado pela lateral, mantendo uma circulação de ar que aumenta a eficiência da refrigeração.

Se pensarmos que estas ventoinhas têm apenas alguns milímetros de diâmetro, é extraordinário pensar que cada ventoinha tem 29 pás e a de entrada é capaz de 12500rpm, enquanto a de saída faz 15000rmp. Obviamente teremos algum ruído pelo movimento da ventoinha, mas a Lenovo diz-nos que será de 27dB, o que não é de todo um problema. E algo que não será igualmente um problema será a entrada de água. Apesar de abrir portas para o interior do Lenovo, a ventoinha está isolada de forma a que não entre água no dispositivo.

Este sistema de ventoinhas está mesmo no centro do smartphone, colocado entre as duas baterias, e diretamente sobre o processador no centro, focando aí toda a sua capacidade de arrefecimento através da ação sobre um complexo sistema dissipador de câmaras de vapor com tubagem de cobre ensanduichada entre folhas de grafite.

O resultado é uma dissipação de calor muito potente que afasta o pior calor dos nossos dedos, mantendo o conforto do gaming durante mais tempo. A Lenovo oferece mesmo alguns mapas térmicos comparativos entre o Legion e alguns dos seus concorrentes (conseguem adivinhar quais?).

A pergunta óbvia é: quanto impactará esta ventoinha no consumo energético? A marca não tem números para dar, mas não creio que tenha um impacto importante. Afinal é uma peça minúscula que não vai requerer grande energia para se mover e o seu consumo não será de todo tão negativo para a autonomia do Legion como o seria um aquecimento excessivo do processador e da bateria.

De forma indicativa, a Lenovo dá-nos uma autonomia de 8 horas no League of Legends ou 7.3 horas no PUBG, o suficiente para se fazerem odiar pelos restantes jogadores fartos de serem eliminados.

Entretanto, regressa a solução dual-USB que coloca uma porta USB-C na base e outra na lateral, cada uma autorizando carregamento a 45W para um total de 90W. Reparem que 45W é perfeitamente bom para carregar os 5500mAh em menos de uma hora, e 90W serão excelentes numa emergência, já que carregam a totalidade da bateria em 30 minutos, mas um total de 4500mAh são carregados em apenas 17 minutos. Catano…

A real virtude deste setup é que, mais uma vez, permite usar a porta USB lateral para carregar o telemóvel enquanto jogamos, sem fios a estorvar.

Mas, se pensam que isto é apenas um detalhe para nos chamar à atenção (estariam errados), o que dizer da configuração de quatro pontos de toque virtuais no smartphone?

O primeiro Lenovo Legion Phone Duel incluía já dois pontos de toque virtual nas laterais, que poderíamos acionar em jogos ou para atalhos. Agora, no Duel 2, temos o que a Lenovo chama de Octa-Triggers: quatro pontos de toque ultrassónicos nas ombreiras, 2 pontos de toque capacitativo no painel traseiro e ainda dois pontos sensíveis à pressão no ecrã. Um total de oito pontos de toque que se posicionam nas posições naturais ocupadas pelos dedos quando jogamos.

Isto permite configurar as ombreiras como os L1/L2 e R1/R2 num controlador de jogos tradicional. Os polegares tratarão do resto no próprio teclado, e não podemos deixar de perceber que controlar um jogo com seis dedos é melhor do que os controlar com dois ou mesmo quatro. As possibilidades de configuração de ações são muito amplas e é até quase injusto para a concorrência.

Pensemos o que conseguiremos fazer com isto num jogo em streaming através de uma plataforma.

Um design mega focado em gaming

Um carro a patinar é uma porcaria, um carro a fazer drift é soberbo. O drift faz-se de lado, e o gaming… também. Quer dizer, consigo pensar em vários jogos que são jogados na vertical (i.e. Ninja Tobu Fast & Furious Takedown, Horizon), mas quando chegamos aos jogos Triple A, principalmente aos populares MMORG e Battle Royale, é na horizontal que se brinca e o Lenovo Legion Phone Duel 2 foi pensado como poucos ou nenhuns smartphones para ser utilizado desta forma.

O módulo central mostra isso extremamente bem: a sua vertical é quando o Lenovo está na horizontal. Até a forma como a ventoinha ocupa o centro e expele ar quente pela lateral mostra a posição natural deste smartphone, dirigindo o ar quente para longe dos nossos dedos.

O centro é obviamente ocupado pelo branding da Legion com luzes RGB configuráveis, porque nunca é realmente gaming sem iluminação a condizer, mas no sentido mais prático reparemos que a Lenovo é a única marca a colocar a câmara selfie na lateral. Além de ser perfeito para streaming enquanto jogamos, é obviamente genial para nos deixar as 6.9 polegadas do ecrã totalmente livres de qualquer obstáculo.

Finalmente, os dois altifalantes estéreo com Dolby Atmos disparam o seu poder para a frente, francamente importante, considerando que de outra forma poderíamos abafar o som com as mãos nas extremidades.

Com grande poder vem grande responsabilidade

Eu queria dizer jogabilidade. Com grande poder, vem grande jogabilidade. O Lenovo Legion Phone Duel 2 aposta no processador do momento, o Snapdragon 888, um octa-core moderno para o qual ainda não nasceu um processador capaz de o superar em performance pura. A Adreno 600 a 840Mhz também está no topo do seu jogo e será acompanhada de um colossal máximo de 18GB de RAM LPDDR5 e 256 ou 512GB de armazenamento UFS 3.1.

Toda esta capacidade será uma delícia no ecrã AMOLED de 6.92″ (2460×1080) com cor HDR de 8 bits, e um brilho máximo de 800 nits. Senhores, este não é um ecrã banal. O contraste de 1,000,000:1 não é novidade, mas a isto soma-se um Delta-E de 0.5, o que é fenomenal se exactidão de cor é a vossa praia, calibração Pixelworks i6, cobertura de 111.1% do espaço DCI-P3, 144Hz de taxa de atualização e uma estonteante taxa de sampling de toque de 720Hz, com o que qualquer toque é transmitido mais rapidamente, para uma ação imediata.

Claro que o ecrã não podia deixar de incluir controlo de luminosidade DC Dimming para evitar a cintilação, e tem ainda a certificação TÜV Rheinland para proteção ocular.

Ao chegarmos às câmaras, é justo começarmos pela câmara frontal, lá colocada a pensar nos streamers e, por isso, o eleito é um Samsung GH1+ de 44MP com capacidade para vídeo 4K e que inclui algumas funcionalidades muito catitas, como o facto de estar preparada para streaming com remoção do background ou criação de avatares. Atrás encontramos ainda uma Omnivision OV64A de 64MP e pixéis de 1micrómetro, além de uma ultragrande angular de 16MP. A câmara principal é capaz de vídeo 8K, mas não foi feita menção a OIS, pelo que não devemos contar com ela.

O Lenovo Legion Phone Duel 2 chega com Android 11 e ZUI 12.5.

Preço e disponibilidade

Ora bem, quanto teremos de desembolsar para os orgasmos visuais que o Lenovo Legion Phone Duel 2 nos promete?

Na Europa, o Lenovo Legion Phone Duel 2 com 16/512GB com doca de carregamento custará €999, enquanto a versão com 12/256GB custará €799.

O Lenovo Legion Phone Duel 2 é um smartphone em beast mode. Está repleto de hardware de topo e não coloca restrições ao prazer do gaming, tentando fazer-se mais discreto e passar por algo que não é, pelo que se querem todo o poder bruto que podem ter nas mãos para qualquer jogo mobile e não têm vergonha de o querer, o Legion Phone Duel 2, vai trazer-vos lágrimas aos olhos. Completamente dedicado de corpo e alma ao gaming, este será dos smartphones mais empenhados em levar ao máximo aquilo a que se propõe fazer. É uma peça realmente impressionante que não será ainda uma consola auto-contida, e é certamente um smartphone acima de tudo, mas certamente faz um trabalho muito promissor na conjunção das virtudes de um e outro equipamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here