“Empresa Europeia de smartphones”. A Wiko tem esta frase constantemente envolvida nas suas apresentações, e a verdade é que com a predominância dos fabricantes Chineses não é fácil ser uma “empresa Europeia de smartphones”. Sê-lo, obriga a Wiko a ser engenhosa nas suas ofertas ao mercado, que primam pelos preços acessíveis e especificações justas. É o caso do novo Harry2, o primeiro da segunda geração da gama Y.

O Wiko Harry2 é aquele smartphone que procuram os utilizadores que querem alguma modernidade sem quebrar o orçamento, e por modernidade falamos tanto ao nível do design, quanto ao nível de elementos como o ecrã infinito 18:9 ou a capacidade 4G.

Para tal, o Wiko Harry2 mobiliza um ecrã de 5.45 polegadas e resolução HD+, um processador MediaTek quad-core a 1.3GHz com 2GB de RAM e 16GB de ROM, além de uma bateria de 2900mAh. No lado das câmaras, contamos com uma câmara principal de 13MP, e uma frontal de 5MP com reconhecimento facial. A Wiko não deixou de lado a inteligência artificial para detecção de cena em tempo real e optimização dos resultados finais da fotografia.

O Wiko Harry2 é bastante frugal, sem leitor biométrico, e com uma construção em plástico, mas esses são compromissos aceitáveis para o que promete ser mais um equipamento barato e acessível, numa era onde os smartphones já custam mais de €1000 e a democratização da tecnologia é uma luta em curso.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here