O Xiaomi Black Shark foi anunciado em Abril e posso considerá-lo um smartphone revolucionário para o gaming, já que mesmo não tendo sido o primeiro do seu género, a popularidade da marca significou que se tornou um equipamento altamente desejável. Neste preciso momento, a pouco mais de seis meses do seu lançamento oficial, o Black Shark continua a ser um dispositivo extremamente interessante, mas o seu sucessor chegou já à certificadora Chinesa TENAA e a pergunta a ser feita é: para quê?

A Xiaomi consegue fazer duas coisas: lançar equipamentos muito desejáveis graças a uma relação qualidade-preço imbatível, e lançar esses dispositivos em literalmente dezenas de iterações com algumas diferenças entre elas.

É aqui que entram as minhas dúvidas relativamente ao Black Shark 2. Tendo em conta que poucos terão visto o Black Shark em pessoa em qualquer caso, a listagem da TENAA revela-nos um smartphone com Snapdragon 845 e 8GB de RAM, precisamente as especificações da versão mais evoluída do Black Shark.

Porquanto a TENAA não tenha revelado mais especificações sobre este dispositivo com modelo AWM-A0, existe claramente uma linguagem estética idêntica e a mesma curvatura do painel traseiro, indiciando que o dispositivo poderá vir equipado com um sistema de refrigeração por líquido. Entretanto, mantêm-se câmaras duplas na mesma disposição e um leitor de impressões digitais traseiro. Se muito, conseguimos ver um design menos complexo.

A maior novidade é mesmo a utilização de um ecrã com notch, pelo que poderemos ver uma diagonal útil das mesmas 5.99 polegadas, mas uma diagonal algo maior. Se esta alteração é realmente a única verdadeiramente significativa, pessoalmente teria esperado mais alguns meses para lançar a segunda geração com um Snapdragon 855, tanto que o notch é perfeitamente inconsequente para o gaming.

No entanto, se a Xiaomi considerou útil lançar nos próximos tempos este dispositivo, quando estamos a meio ano da data previsível para o sucessor do primeiro Black Shark, é porque está a ver vendas que o justifiquem. Ainda assim, temos que nos perguntar se o Black Shark não está prestes a tornar-se o seu principal concorrente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here