O lançamento do Xiaomi Mi 8 deu aos seguidores da marca Chinesa muitos motivos de excitação: moderno, potente, estilisticamente irrepreensível, o Mi 8 deixou no ar uma grande pergunta: para quando em Portugal? A resposta é para a semana, juntamente com os Redmi 6 e Redmi 6A.

De facto, os mais atentos poderiam ter esperado que a Xiaomi utilizasse o evento de dia 24 em Madrid para anunciar a chegada ao espaço Europeu destes dispositivos, o que não se verificou. Apesar da ausência de comunicação oficial, fontes seguras do autor em Portugal confirmaram que os stocks começarão a chegar durante a próxima semana aos parceiros oficiais da Xiaomi em Portugal:

Media Markt: www.mediamarkt.pt/
Radio Popular: www.radiopopular.pt/
Phone House: www.phonehouse.pt/

 

Neste momento só a operadora NOS disponibiliza equipamentos Xiaomi, e arriscaria dizer que o Mi 8 será muito brevemente anunciado pela operadora, mas devo manter esta afirmação como mera dedução lógica da minha parte. Já o Xiaomi Redmi 6 Pro não deverá chegar ao mercado nacional, uma vez que entraria em concorrência directa com o Xiaomi Mi A2 Lite, anunciado ontem e que é fundamentalmente o mesmo dispositivo.

Xiaomi Mi 8: Um dispositivo ambicioso

A Xiaomi não tem falta de smartphones extraordinários no seu alinhamento, mas o Xiaomi Mi 8 é – na minha opinião – potencialmente mais avançado para o seu tempo do que o Xiaomi Mi 6. O dispositivo é mais diferenciado e aposta sem restrições em features premium como uma câmara principal SONY IMX363 de 12MP com pixéis de 1.4 micrómetros e estabilização óptica ou um ecrã de 6.21 polegadas com resolução FHD+ e proporções de 18.7:9 com notch que aloja um sistema de reconhecimento facial com infravermelhos, tornando o Mi 8 no primeiro Android com reconhecimento facial 3D.

No centro do Xiaomi Mi 8 encontramos o processador do momento, o Snapdragon 845, um octa-core fabricado em litografia de 10nm e que traz consigo um modem LTE Gigabit e Bluetooth 5.0. A Xiaomi pode ter abdicado do jack áudio, mas manteve o seu icónico emissor IR para utilização como telecomando. Uma bateria de 3400mAh com Quick Charge 3.0 encerra aquelas que podemos considerar as suas principais características.

Disponível em dourado, negro, azul e branco, o Xiaomi Mi 8 chega a Portugal nas seguintes versões:

6GB de RAM + 64GB de armazenamento interno: €549

6GB de RAM + 128GB de armazenamento interno: €599

A confirmarem-se estes valores, o Xiaomi Mi 8 irá colocar-se rapidamente no meio de um segmento topo de gama habituado a preços muito mais puxados, com o potencial real de abalar todas as projecções dos departamentos financeiros da concorrência.

 

Eu quero é o Xiaomi Mi 8 Explorer Edition

A pergunta coloca-se: poderemos comprar o Xiaomi Mi 8 Explorer Edition em Portugal? E O Xiaomi Mi 8 SE?

Embora o autor não tenha conseguido confirmar uma data específica, estas duas cobiçadas versões do Mi 8 entrarão sim no mercado nacional, algures após o Verão, e voltaremos a este tema, mal consigamos informações mais concretas. De qualquer modo, quem estiver interessado nestes dispositivos poderá querer adiar a opção da compra online mais alguns meses.

Os fundamentais Redmi 6 e Redmi 6A

Os Xiaomi Redmi 6 e Redmi 6A encontram-se muito abaixo do Mi 8 em termos de charme e glamour, mas os dispositivos são fundamentais para a estratégia da Xiaomi para dominar o mercado nacional que possui no segmento abaixo dos €300 uma forte fatia dos 3 milhões de dispositivos vendidos anualmente.

A Xiaomi chegou a este segmento como um furacão, colocando no mercado nacional dispositivos que ganharam uma fama inabalável de oferecerem mais do que qualquer opção do mercado em termos de características por cada Euro gasto.

As mais recentes apostas nesta estratégia agressiva são os Xiaomi Mi Redmi 6 e Redmi 6A, que colocam em cima da mesa o novíssimo MediaTek Helio P22. Os dois Redmi incorporam assim o renascimento da MediaTek como nome a levar em conta, oferecendo o Redmi 6 este octa-core que promete colocar os dois dispositivos sub-€200 num patamar de performance equivalente a dispositivos significativamente mais caros com Snapdragon 625, um mítico processador, conhecido pela sua eficiência energética, mas que o P22 promete superar. O Redmi 6A oferece entretanto uma versão quad-core, o Helio A22 que baterá facilmente o seu concorrente directo, o Snapdragon 425.

O Xiaomi Redmi 6 mobiliza ainda uma parelha de 2 câmaras (12MP+5MP) com câmara frontal de 5MP e bateria de 3000mAh.

Os preços seguintes ainda não se encontram confirmados, mas o Xiaomi Redmi 6 chegará com 3 ou 4GB de RAM e um máximo de 64GB de armazenamento para um preço inferior a €200. Já o Redmi 6A chegará com 2GB de RAM e até 32GB de armazenamento interno, com um preço que deverá ultrapassar marginalmente a barreira dos €100, com valor ainda a confirmar.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here