Os smartphones da Xiaomi conseguem oferecer uma inegável relação qualidade-preço que os ajudou a trepar de modo fulgurante nas preferências dos utilizadores, e o Xiaomi Redmi 6 Pro não vai ser o equipamento que desilude nesse aspecto. Com um lançamento esperado para amanhã, o novo membro da família Redmi 6, o Redmi 6 Pro surgiu já no site oficial da marca sem surpresas.

Actualmente pode já ser algo confuso distinguir um Xiaomi do outro, com o design transversal que a Xiaomi decidiu utilizar em 2018, colocando o módulo fotográfico numa localização muito iPhone e repetindo o padrão ao longo de todo o seu portfólio deste ano, pelo que é muito difícil distinguir o Redmi 6 Pro do Redmi Note 5, por exemplo. Excepto num detalhe importante: o notch.

O Xiaomi Redmi 6 Pro é o primeiro elemento da família Redmi a possuir um notch, e um dos smartphones mais baratos em todo o mundo a incluir este entalhe, mostrando bem quão popular é de facto o vilipendiado entalhe lançado pelo iPhone X. Mas num equipamento que custa algo mais de €100, não perto de €1000, os compromissos são expectáveis e não só o Redmi 6 Pro possui um lábio inferior generoso, como o rebordo superior é também algo mais denso que os laterais.

Em termos de hardware, o Xiaomi Redmi 6 Pro cola-se bastante ao Redmi S2, excepto – obviamente – no ecrã. Este possui 5.84 polegadas com resolução 19:9 e resolução FHD+. No entanto, o Snapdragon 625 faz de novo a sua aparição, desta feita acompanhado por 3 ou 4GB de RAM e 32 ou 64GB de armazenamento interno. O chip da Qualcomm já leva mais de dois anos em cima, tendo sido lançado em Fevereiro de 2016, mas mostra provas de uma longevidade rara no mundo mobile, com equipamentos a surgirem ainda hoje em dia. No entanto, a Xiaomi é a dúvida a campeã da sua utilização e deve com toda a certeza criá-los em cativeiro, já que o stock parece ser interminável. E ainda bem, porque abaixo dos €200 é ainda dos mais potentes chips ao dispor de qualquer marca.

No departamento voltamos a ver uma combinação que promete ser clássica na Xiaomi, com uma parelha de 12+5MP e uma câmara frontal de 5MP, não faltando a inteligência artificial para detecção de cenas, modo de retrato e embelezamento.

Entretanto, os maiores destaques do Xiaomi Redmi 6 Pro vão para a sua potente bateria de 4000mAh (nada mau quando se tem a bordo um dos chips mais eficientes) e a raridade de uma opção dual SIM que permite usar dois cartões SIM e ainda o cartão de memória.

Ah, e regressa o emissor de infravermelhos! De algum modo a Xiaomi resolveu não o incluir nos Redmi 6 e Redmi 6A, o que foi uma grande machadada. Chamem-me retrógrado, mas o emissor dá jeito lá por casa e tem sido sempre um argumento a favor da Xiaomi.

Se bem que o design do Redmi 6 Pro já mostra demasiado a reciclagem estilística da marca, ressalva-se que o equipamento estará disponível em Flame Red, Cherry Blossom Powder, azul, dourado e Stone Black Blue, com a frente do vermelho a ser felizmente preta!

O preço do Xiaomi Redmi 6 Pro está ainda sujeito a confirmação para os canais internacionais, mas deverá encontrar-se na casa dos €179-200 para o mercado Europeu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here