É muito fácil lançar um smartphone interessante e excitante quando podemos ter um preço de quatro dígitos, mas é extremamente raro um smartphone abaixo dos €200 realmente surpreender e superar. Só que foi precisamente isso que a Poco conseguiu fazer hoje. O novo Poco M3 rompe por completo a norma dos baratinhos, ao não ser mais um de centenas de smartphones completamente indistintos uns dos outros. Colorido e com um módulo fotográfico arrojado, o M3 não nos deixa indiferentes.

A estética é certamente um ponto a favor do M3, embora isto possa ser discutível. Cada um tem o seu gosto, mas a ideia de pegar no já indistinto retângulo vertical de câmaras e enquadrá-lo numa extensão negra com o logótipo da marca resulta num visual inconfundível que tem certamente valor acrescentado e não é de todo normal vermos dinheiro gasto em design nesta gama. Parabén Poco!

Este módulo fotográfico revela três câmaras, sendo a principal uma unidade de 48MP e é desta câmara que quererão falar. As restantes, uma macro de 2MP e um sensor de profundidade de igual resolução deverão contribuir mais para a contagem de componentes que para funcionalidades acrescidas. 48MP abaixo dos €200 é, no entanto, muito bom e aguardamos para ver o que esta câmara poderá fazer.

À frente encontramos uma última câmara (ou será “uma primeira”) de 8MP para as selfies, integrada num ecrã FHD+ (ena!) de 6.53 polegadas. O Poco M3 parece mesmo incluir certificação Widevine L1 para os principais serviços de streaming. A cereja no topo do bolo são os altifalantes estéreo: pasmem-se que o Poco M3 tenha algo que a maior parte dos smartphones significativamente mais caros ainda não incluem.

Quanto ao processamento, devemos contar com uma performance bastante justa, graças a um Snapdragon 662 com 4GB de RAM e 64GB ou 128GB de armazenamento interno. Uma bateria de 6000mAh com carregamento de 18W dá excelentes indicações quanto à autonomia.

Olhem, por este preço podíamos ficar por aqui, mas não ficamos: é preciso dizer que o Poco M3 inclui igualmente porta USB-C para o carregamento e um emissor IR que dá para controlar toda a espécie de geringonças lá por casa. A expansão microSD e o jack de áudio também estão a bordo, e o leitor biométrico encontra-se na lateral.

Depois do seu meteórico 2018, a Poco parece ter-se deixado dos flagship killers e expandido o seu portefólio em direções inesperadas. Usualmente usando rebranding da casa-mãe Xiaomi, o Poco M3 é um grande esforço de diferenciação e surpreendentemente completo para a categoria de preço onde se encaixa.

São €149 pelo modelo com 64GB de armazenamento e €179 pelo modelo com 128GB de armazenamento interno, pelo que podemos dizer que estamos perante o smartphone de referência para o que podemos ter por este preço.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here